18 de dezembro de 2010

Depois da Escuridão

Grace viu sua vida se completar quando encontrou Lenny Brookstein. Ela era uma socialite, filha de pais ricos. Ele havia feito sua própria fortuna com o Quorum, um fundo de hedge. Apaixonaram-se, casaram-se e viviam em uma vida de luxo, aparentemente perfeita. Até que, em uma noite, Lenny sai para navegar e desaparece misteriosamente. Ao mesmo tempo, todos os investidores começam a sacar seu dinheiro, fazendo o Quorum quebrar e deixando uma dívida de 70 bilhões de dólares. Com Lenny desaparacido e talvez morto, quem leva a culpa é Grace, que assinou, inocentemente, um contrato no qual Lenny passava a ela a direção da empresa.

Grace vai a julgamento e é declarada culpada pelo sumiço do dinheiro. Após ir para a prisão, a ex-socialite começa a repensar sobre o passado e conclui que alguém armou para ela e seu amado marido. A única coisa que a mantém viva, então, é a busca por vingança, para fazer com que paguem pelo que aconteceu a ela e Lenny.

Tilly Bagshawe é "a nova Sidney Sheldon". Isso porque o famoso autor morreu em 1997 e ela está continuando seus trabalhos. O primeiro dessa parceria foi A Senhora do Jogo, continuação de O Reverso da Medalha (que aliás é meu livro preferido do Sheldon).

Fazia muito tempo que não lia Sidney Sheldon, pois li uns quinze livros dele na adolescência e depois acabei procurando outros autores. Mas agora fiquei morrendo de vontade de reler tudo, pois Depois da Escuridão tem o mesmo ritmo dos livros anteriores, que tanto me encantavam. Ou seja: quando se começa, não é possível parar de ler.

Eu adorei esse livro. O ritmo é incessante, não teve nenhum capítulo que achei chato ou entediante. Os personagens são muito bem construídos e a trama é cheia de intrigas. Teve várias vezes em que senti pena de Grace e tive vontade de bater em alguns personagens... Mas não vou contar nada para não estragar a história. Recomendo!!!

Capa original:

Related Posts with Thumbnails