30 de junho de 2011

A Garota Americana

Ela disse que não tinha intenção de me prejudicar. Disse que encontrou os desenhos no meu quarto e os achou tão bons que não pôde fazer outra coisa senão mostrar para a mamãe.

Claro que não passou pela cabeça da Lucy que ela não deveria entrar no meu quarto, para começo de conversa. Quando a acusei de violar meu direito garantido pela Constituição de ter privacidade, ela só olhou para mim tipo Hein?, apesar de estar tendo aulas sobre política e governo neste semestre.

Quem narra a história aí em cima é Samantha, de quinze anos, cujo hobby é desenhar suas amigas com celebridades. Porém, ela exercia esse hobby durante as aulas de alemão, o que lhe rende um "castigo": frequentar as aulas de arte de Susan Boone.

Ela percebe que talvez o castigo não seja tão ruim assim quando ela conhece David, que elogia suas botas com flores pintadas de corretivo e caneta amarela. Mas, nesse mesmo dia, Susan Boone a praticamente humilha na frente da classe, quando Sam desenha um abacaxi que não existia na natureza morta que tinham que desenhar.

Revoltada, Sam decide matar a próxima aula. Após passar um tempo na loja de cookies e mais outro na loja de CDs, quando estava esperando sua babá vir buscá-la, ela vê o presidente dos Estados Unidos entrando na loja de cookies, seguido por uma grande comitiva. Sam percebe que um homem que havia parado do seu lado tem uma arma... e ele pretende usá-la contra o presidente! Ela precisa impedi-lo! É neste ponto que a vida dessa "garota americana" vira de cabeça para baixo.

Eu costumo gostar bastante dos livros da Meg Cabot, e não me decepcionei com este! A Garota Americana é um livro leve e divertido. O que mais gostei no livro são as listas que Samantha faz durante a história: as 10 principais razões por que não suporto minha irmã Lucy, as 10 razões por que eu gostaria de ser a Gwen Stefani da banda No Doubt etc.

Eu li esse livro na versão Vira-Vira da Saraiva e posso dizer que me redimi com os livros da Best Bolso. Digo isso porque o último que li nessa versão estava cheio de erros de tradução e digitação (foi o Férias! da Marian Keyes). Porém, neste livro eu praticamente não encontrei erros. Ponto positivo para os "Vira-Vira", que são muito mais baratos (R$19,90 por dois livros em um).

Enfim, recomendo para quem curte o estilo da Meg Cabot ou quem está procurando uma leitura descontraída!

Outras capas:


Nota:



Submarino - R$32,90
Saraiva (Vira-Vira) - R$19,90
Related Posts with Thumbnails