2 de agosto de 2011

O Monstrologista

Estes são os segredos que guardei. A confiança que nunca traí.

Porém, agora ele está morto, e já se passaram mais de quarenta anos, aquele que confiou em mim, aquele por quem mantive estes segredos.

Aquele que me salvou... e me amaldiçoou.

Primavera de 1888. Quem nos conta a história é Will Henry, um menino de doze anos que, após a morte de seus pais, passar a viver com o Pellinore Warthrop, para quem seu pai trabalhava.

Mas Warthrop está longe de ser um modelo de pai para Will Henry. Afinal, ele possui uma profissão bem obscura. É um monstrologista, um cientista que estuda criaturas consideradas sobrenaturais por quem não as conhece. Mas que na verdade, são bem naturais.

Quando Will Henry e Warthrop recebem um estranho corpo para autópsia, percebem que há algo mais entre eles. São os anthropophagi, monstros que se alimentam de seres humanos. Começa então uma caçada, para destrui-los ao mesmo tempo em que tentam resolver o mistério: quem trouxe os anthropophagi para a América?

O Monstrologista é um livro que me surpreendeu bastante, pois foi completamente diferente do que eu imaginava. Começando com o protagonista. Will Henry tem apenas 12 anos, por isso pensei que seria uma história infantil (um terror light, estilo Goosebumps). Porém, ela é sombria e aterrorizante, com monstros que parecem ter saído das histórias de H. P. Lovecraft. Além disso, como quem nos conta é ele próprio no futuro, ele se permite pensamentos filosóficos que uma criança de 12 anos não teria.

Mas o que eu citei não são pontos negativos, muito pelo contrário. Sou fã de histórias de terror e o livro cumpre bem seu papel de nos aterrorizar. É do tipo: leia e durma de luz acesa.

No começo, achei ele um pouco cansativo. Por exemplo, o autor começa o livro contando a autópsia de um monstro, o que dura 30 páginas (com todos seus detalhes nojentos). Mas não desanimei e continuei lendo, e foi aí que a história me prendeu.

É necessário comentar também a excelente edição da Farol. Além da bela capa, o livro tem vários desenhos dos monstros e de materiais cirúrgicos espalhados. Vejam nas fotos abaixo.



Resumindo: se você gosta de histórias de terror, leia! Mas se tem medo, fique longe desse livro.

Este é o primeiro volume da trilogia Monstrumologist de Rick Yancey:
  1. O Monstrologista
  2. The Curse of the Wendigo (inédito no Brasil)
  3. The Isle of Blood (inédito no exterior - lançamento em 2011)
Outras capas:


Nota:
 
Related Posts with Thumbnails