19 de outubro de 2011

Amante Eterno

Havia sido amaldiçoado e ainda restavam outros noventa e um anos antes que fosse liberto. Noventa e um anos, oito meses e quatro dias até que seu castigo terminasse e o monstro já não fosse parte dele. Por que antecipar o golpe com uma previsão cósmica e saber que não viveria tempo suficiente para se ver livre da maldita coisa?
- Rhage.
- O quê?
- Vou lhe contar uma coisa. Seu destino está vindo ao seu encontro. E ela chegará em breve.

2º volume da série Irmandade da Adaga Negra, de J. R. Ward. Para ler a resenha do volume anterior, clique aqui.

Esta resenha NÃO contém spoilers do livro anterior da série! Mas, se você ainda não leu, recomendo ler a resenha para entender os termos citados.

Rhage, também chamado de Hollywood por seus Irmãos, é um dos membros mais letais da Irmandade. Afinal, dentro dele vive uma besta, resultado de uma maldição da Virgem Escriba, que pode se revelar em qualquer momento - mas, se o fizer, o resultado pode ser catastrófico para quem estiver por perto.

Mary é uma humana. Como se isso não bastasse para justificar sua fraqueza, ela tem câncer e suas chances de sobreviver não são das melhores. Por um acaso, os caminhos de Mary e Rhage se cruzam e surge uma atração intensa entre eles. Mas será que Rhage conseguirá controlar o monstro que vive dentro de si, para poder ficar com a fêmea humana?

Eu tinha gostado bastante de Amante Sombrio e também gostei bastante deste livro! Mas senti falta de um pouco mais de ação entre os vampiros e os redutores. Isso só acontece mais no final do livro que, já aviso, não termina neste volume - acontece algo que só será resolvido no próximo. A história foca mais em Rhage e Mary, ou seja, tem mais romance e sexo (e bastante, afinal este não é um livro recomendável para menores de 18 anos), e menos ação.

Achei que o passado de Rhage, ou seja, como ele foi amaldiçoado, poderia ter rendido mais. Fiquei o livro inteiro esperando pela explicação, que nos é dada em poucos parágrafos. Essa parte poderia ter sido melhor desenvolvida em, no mínimo, um capítulo.


Uma coisa curiosa que eu reparei... Ao longo do livro, duas palavras que se repetiram demais foram "gola rolê". Todos os vampiros e humanos usam blusas com essa gola! Não aguentava mais ler "gola rolê"!

Enfim, eu gostei bastante do livro, mas esperava mais. Mesmo assim, minhas expectativas estão altas para o próximo livro, que conta a história de Zsadist.

Outras capas:

 


Nota:


Submarino - R$29,90
Related Posts with Thumbnails