26 de outubro de 2011

Paixão, Drogas e Rock'n'Roll

Paixão, Drogas e Rock'n'Roll
Brian desceu as escadas sabendo que não tinha muito tempo para se recompor, sentou-se com a cabeça entre as pernas e as mãos no rosto sem notar a presença de Vicky que permaneceu imóvel olhando a cena. Quando finalmente levantou a cabeça, seus olhos estavam úmidos, mas ele não chorava.

Estamos no início dos anos 1990. Brian Blue é o problemático vocalista da banda americana de hard rock Fears. Seu assistente, que é praticamente sua babá, pois faz tudo que lhe pede, é Ricardo, um brasileiro.

O Fears vem tocar no Rio de Janeiro e Ricardo arruma passes para o backstage para sua irmã Carol e sua amiga, Vicky. É então que surge uma improvável paixão, entre Vicky e Brian: uma brasileira e um americano, uma garota "careta" e um roqueiro vivido, mas no fundo, dois seres humanos.

Eu comecei a ler esse livro sem muitas expectativas, pensando que seria mais uma história de amor com um casal fofinho que vive feliz para sempre (nada contra histórias desse tipo, eu adoro histórias assim, o que quero dizer é que não esperava que o livro trouxesse algo diferente). Porém, enquanto eu avançava na história, ia me surpreendendo cada vez mais. Até que, no meio do livro, ocorreu uma reviravolta que eu não havia previsto de jeito algum, que mudou totalmente o rumo da história e me deixou de queixo caído. Foi aí que pensei: é, essa não é uma história de amor comum; é totalmente diferente de qualquer uma que eu já tenha lido. Mas não dá para explicar o grande "TCHANS!" da história sem escrever spoilers.

Foi aí que entrei naquele buraco em que a gente se enfia e não consegue mais parar de ler. O resultado? Um domingo inteiro lendo o livro, parando só para comer e ir ao banheiro. A escrita da Daniela Niziotek ajuda bastante nisso também, pois há vários diálogos rápidos, que me faziam imaginar como se estivesse assistindo um filme. Aliás, esse é um livro que daria um bom filme, e ainda por cima com uma excelente - leia-se, roqueira - trilha sonora (HBO, você está lendo isso?).

Não dá para terminar a resenha sem comentar sobre os personagens, que são muito bem construídos e condizentes ao longo da história. Eu tive vontade de espancar tanto o Brian quanto a Vicky em alguns momentos, principalmente perto do final. Mas o livro é sobre pessoas reais, não "ideais", como costumam ser os personagens de romance.

Paixão, drogas e rock'n'roll é o primeiro livro de Daniela Niziotek e só posso dizer uma coisa: quero mais livros dela!

Nota: 

Related Posts with Thumbnails