9 de novembro de 2011

Escolhida

Escolhida
3º volume da série House of Night. Leia as resenhas dos livros anteriores:

1. Marcada
2. Traída

ATENÇÃO: Esta resenha contém spoilers dos livros anteriores da série!

Eu estava começando a ficar preocupada com a maneira que os olhos de Aphrodite estavam se esbugalhando e como seu rosto estava ficando vermelho. Ela tentou resistir a Stevie Rae, mas era como uma criancinha querendo se soltar dos braços de um adulto grande e maldoso. Ajude-me a fazer Stevie Rae entender. Emiti uma prece silenciosa à Deusa e comecei a me concentrar para evocar o poder dos elementos. Então as palavras me vieram à mente em sussurros e eu as repeti...

Em Escolhida, Zoey precisa arranjar uma maneira de salvar sua amiga, Stevie Rae, de continuar se transformando um monstro. Para isso ela se une a Aphrodite, antes sua inimiga mortal, mas com quem fez amizade após os atos de Neferet no 2º livro.

Enquanto isso, Zoey está dividida entre seus três namorados: o oficial, Erik, o humano, Heath, e o professor, Loren Blake. Com que ela irá ficar? E será que conseguirá salvar a humanidade de Stevie Rae?

Dos três livros que li até agora, este foi o que eu mais gostei! Foi interessante ver a Zoey se desdobrando entre os três homens e se tornando o que ela tanto odiava em Aphrodite - que, definitivamente, se tornou minha personagem preferida. Muitas mudanças ocorrem na vida e no comportamento de Zoey e esses foram os pontos mais interessantes da história. Achei ela até ingênua demais em algumas partes, mas acho que seu comportamento pode ser justificado pelo que ela está passando.

Senti bastante coisa com esse livro: dó do Heath e do Erik, raiva do Blake, simpatia por Aphrodite. E Neferet... bem, continuo detestando-a, mas ainda não sei por que ela é tão malévola. Por isso, estou curiosa para ler o próximo volume da série, Indomada.

Outras capas:
Escolhida capas


Nota:

Onde comprar: Submarino - R$9,90

Related Posts with Thumbnails