27 de fevereiro de 2012

Um Coração Cheio de Estrelas

Ninguém sabia quem era, embora meia Selonsville já procurasse pelo "menino da tesoura" para dar-lhe o que merecia.
Porém, aquelas estrelas de retalho tinham um sentido. Eram o firmamento que iluminava a noite de alguém muito triste. Alguém que tinha fechado os olhos à vida e resistia a abri-los novamente.
Tudo tinha começado uma semana antes, na manhã mais fria daquele inverno sem fim...
(página 17 do livro)

Num certo dia de 1946, no orfanato, a melhor amiga de Michel, Erin, entra em coma. Após vê-la no hospital, ele encontra uma idosa na rua, que lhe diz que deve recortar uma estrela da roupa de dez pessoas, que sejam exemplos de tipos diferentes de amor. Com os retalhos, era poderá tecer um coração cheio de estrelas para salvar sua amiga.

O livro é curtinho (111 páginas) e, por isso, li em uma sentada, antes de dormir... E amei! Fui até dormir mais feliz após a leitura do livro. A história é linda e repleta de frases maravilhosas. São tantas que dão vontade de transcrever o livro inteiro. É uma história mágica, mas com um pé na realidade, pois certamente todos já viveram pelo menos um dos tipos de amor que Michel coleta.

Além da história em si, há um prólogo no livro em que o autor Alex Rovira conta sua própria história, que o inspirou a escrever este livro. A história dele por si só é uma fonte de inspiração e valeria um livro. E, no final, há frases de personalidades famosas, como Oscar Wilde e Pitágoras, para cada tipo de amor.

"Se não se apaixonar pela vida, a vida não se apaixonará por você."

Esteja você vivendo um amor romântico, o amor pelos amigos, pelos animais ou pela natureza (ou, porque não, todos de uma vez), recomendo a leitura deste livro!

Capa original:

Nota:

Onde comprar: Submarino - R$14,90
Related Posts with Thumbnails