19 de abril de 2012

Casório?!

E daí se meu homem ideal era um sujeito egoísta, confiável, infiel, leal, traidor, traiçoeiro, um paquerador adorável que me achava o máximo, nunca ligava na hora em que combinava, fazia me sentir a mulher mais especial de todo o universo e tentava ganhar todas as minhas amigas? Era minha culpa que eu quisesse um namorado tipo "metamorfose ambulante", um homem que fosse várias coisas conflitantes ao mesmo tempo?
(página 16)

Lucy Sullivan vai com suas amigas do trabalho a uma taróloga, que lhe diz que ela irá se casar em breve. Mas com quem ela irá se casar, se nem mesmo tem um namorado?

Quem já leu algum livro da Marian Keyes, já sabe: é uma comédia romântica, com uma personagem na casa dos 30 anos e meio desajustada. A própria Marian já foi uma alcoólatra, e ela sempre fala disso nos seus livros. No caso deste, quem sofre de alcoolismo é o pai de Lucy.

O livro tem partes engraçadas, outras românticas. Eu gostei bastante da história! A única coisa que não gostei é a própria Lucy, que é muito irritante. Ela se comporta de uma maneira completamente infantil e demora para enxergar certas verdades que estão bem diante de seus olhos, o que me fez querer dar-lhe vários tapas na casa, em diversos momentos. Infelizmente, acredito que existem muitas pessoas assim por aí. Felizmente, há um crescimento da personagem durante a narrativa, o que me agradou bastante.

Um personagem por quem me apaixonei é Daniel, o melhor amigo de Lucy. Ele é tão perfeito! E ela demora tanto para ver isso.

O livro deu origem a uma série de TV britânica, que durou duas temporadas de 1999 a 2000 (o livro é de 1997) e conta com Gerard Butler (lindo perfeito) no elenco.


Enfim, o livro tem um final meio óbvio (não é assim com todas as comédias românticas?) e uma protagonista irritante. Mas eu gostei bastante da história e do desenvolvimento da Lucy. Recomendo!

Outras capas:


Nota:

Onde comprar: Submarino
Related Posts with Thumbnails