30 de maio de 2012

Resenha do leitor: Como Treinar o Seu Dragão

Quem assina a resenha de hoje é a Suzy, do livro Como Treinar o Seu Dragão: Por Soluço Spantosicus Strondus III (vol.1). Vamos conferir?

Editora: Intrínseca
Número de páginas: 224

Soluço é um jovem viking aprendiz de 10 anos de idade. Apesar de ser o filho do chefe da tribo dos Hooligans cabeludos, ele nunca conseguiu se destacar em nada. Quando chega o tão esperado Dia de Capturar seu Dragão, ele não consegue nada mais que um pequenino dragão preto com uma verruga na ponta do focinho, absolutamente desdentado e com uma personalidade difícil, tão difícil que na celebração do Dia de Thor, o qual todas as crianças da tribo mostram o quanto seu dragão as obedece para provarem que estão aptas a fazerem parte da tribo, Banguela começa uma briga com todos os dragões, resultando no exílio de todas as crianças.
Quando um dragão selvagem abominavelmente grande acorda do seu sono e vai parar na costa litorânea, Soluço repentinamente se torna o único capaz de salvar a todos por causa de uma habilidade especial. Será que ele deixar todos serem comidos ou irá esquecer a dor de ser exilado?

O livro conta com ilustrações feitas pelo punho da própria autora Cressida Cowell, mas dá pra achar que foi o filho dela que fez pelos traços rabiscados e da letra. Na capa do livro diz ‘escrito por Soluço e traduzido por Cressida’. Apesar disso ele não está em primeira pessoa. Há momentos hilários protagonizados por Banguela, que mesmo não passando de um metro de altura não admite seguir ordens do Soluço, igual a minha minipinscher . Apesar da temática infantil, ele também trata de uma questão de desigualdade familiar, que é o fato do seu primo Melequento ser um guerreiro mais forte que o debilitado Soluço. Eu só não gostei tanto acho que porque eu esperava que fosse parecido com o filme, que eu assisti em 3D e se tornou um dos meus filmes de fantasia favoritos. O livro é feito para o entretenimento das crianças menores de 12 anos, enquanto o filme já é feito para o do público mais velho, pois conta até com relacionamento entre casais (Astrid e Soluço). No livro os companheiros dele são diferentes, são um bando de garotos. Na minha opinião, foi mil vezes melhor terem amadurecido o filme, e olha que eu odeio filmes que são diferente dos livros, isso porque se tivessem feito a versão ‘’Discovery Kids’’, ele não teria vendido nada. A trilha sonora lembra as músicas celtas que eu já ouvi.

Nota:

Sobre a resenhista:
Tributa Carreirista; ex-Monitora da Grifinória; Filha de Hades e Caçadora de Artemis; devota de Kalona e Aslam; voluntária nobre da C.S.C, moro no cinema Stella.
Blog: http://gorjeioliterario.blogspot.com.br/
Twitter: @sue_nyappy
Related Posts with Thumbnails