15 de junho de 2012

Por que o livro é caro no Brasil?

Achei o artigo abaixo na Super Interessante, que explica por que o livro é mais caro no Brasil do que em outros países desenvolvidos, e quis compartilhar com vocês. Vale a pena ler para entender um pouco como funciona esse mercado e porque somos nós, leitores e consumidores, que pagamos a conta.

Não é novidade para ninguém. Nos Estados Unidos e na Europa, um livro sai bem mais barato que no Brasil. Vamos só lembrar um dos muitos exemplos. Na França, um dos volumes com as aventuras de Asterix (vendidos em livrarias, não em bancas) sai pelo equivalente a R$ 8,95. Aqui, custa R$ 17,00. A capa, o tamanho, o número de páginas, os quadrinhos, tudo é idêntico. Só o que muda é o idioma que vem dentro dos balões. Claro: os custos da tradução não explicam o aumento.

O problema é a tiragem. Enquanto outros países trabalham com tiragens médias de mais de 10 000 exemplares por edição, no Brasil esse número fica na casa dos 2 000. O mercado é pequeno, vende-se pouco, e elevar essa média é produzir enca-lhes. Daí que, com edições reduzidas, o custo por unidade sobe. O raciocínio é bem simples. Fora o papel, que varia segundo a quantidade de exemplares, toda edição tem um custo fixo, do qual não dá para fugir. Composição das páginas, máquinas, revisões, ilustrações, tudo isso independe da tiragem. E quando se divide o custo fixo pelo número de exemplares, tem-se o custo unitário.

Como o mercado brasileiro se organizou com base nas pequenas tiragens, o preço final de um volume é sempre alto. Mesmo os best-sellers, que vendem dezenas de milhares de cópias, custam caro, já que os editores fixam o preço com base em padrões (um certo x por página) estabelecidos a partir das baixas tiragens. A vantagem, dos editores, é que best-sellers dão mais lucro. E quase sempre compensam o prejuízo dos títulos que acabam encalhando nas prateleiras.

O leitor brasileiro é prejudicado pelas tiragens pequenas. Como o mercado de livros no Brasil é bem reduzido, as edições são minguadas. Na média, não passam dos 2 000 exemplares. A equação é cruel: tiragens mínimas projetam o custo unitário lá para as alturas. O leitor, quando pode, é quem acaba pagando a conta. Veja, em porcentagens, para quem vai cada parcela do preço de capa que você paga na livraria:

papel - Menos de 5%
Às vezes é transformado no vilão da história. O custo subiu depois do Real, o preço da tonelada de papel branco passou de cerca de 600 para 1 100 reais , mas não significa nem 5% do preço de um livro.

editor - Cerca de 25%
O editor fica com algo em torno de 25% do preço de capa. Esse valor paga os custos de funcionamento da editora, a tradução, revisão, paginação e o lucro.

autor - De 7% a 12%
Recebe em média 10% do preço de capa de um livro, mas essa porcentagem varia. O valor inclui todos os custos de seu trabalho. Na maioria dos casos, o autor não recebe adiantamentos.

gráfica - Cercade 8%
O custo de impressão de um livro comum, sem ilustrações impressas em papel especial, é da ordem de 8% do preço de capa, sem incluir o preço do papel.

distribuidor - Cerca de 15%
A maior parte do preço de capa do livro fica na distribuição e venda. O distribuidor atacadista fica com 15%.

livraria - 40%
A livraria fica com 40% do preço de capa do livro, em média.

(fonte)

30 comentários:

  1. Que era mais caro eu sempre soube, mas o motivo nunca havia procurado.
    Porém mesmo com livros caros a gente chora um pouco e espera promoções, procura em sebos...
    Porque ficar sem ler ninguém fica né?
    A desculpa de não ler por causa dos livros caros comigo não ''vira'', já discuti uma vez sobre isso.
    Interesses são relativos, eu me interesso por livros e tenho um monte, pago ás vezes caros para tê-los. Assim, como tem pessoas que gostam de pagar caro em outras coisas!
    Ótimo post!
    ^^

    ResponderExcluir
  2. Acho que o preço vai de acordo com a disponibilidade do consumidor, tipo, eu posso achar um livro muito caro e não comprar ou ao contrário...

    Adorei o esclarecimento, o consumidor tem direito de saber o por quê do 'caro', né? haha

    Beijos
    Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
  3. eu acho um absurdo os valores dos livros aqui comparado com os livros de fora!
    e acho que se eles pensassem em diminuir o valor dos livros, eles iam acabar lucrando mais, pois mais gente iria comprar, não é verdade?
    por exemplo eu: tenho mais duas amigas que compramos livros e dividimos entre a gente, uma compra e as 3 lê. se o preço fosse mais barato, com certeza as 3 comprariam ao invés de apenas uma.
    acho que as editoras e os autores deveriam pensar com ganhar menos em cada livro e vender por mais barato, pois assim venderiam mais unidades, e consequentemente ganhariam mais dinheiro. não concordam?

    ResponderExcluir
  4. Talvez a tiragem seja baixa exatamente por causa da pouca procura devido ao preço.
    Alguém já deixou de comprar livros por causa do preço? Eu já.
    Na maioria das vezes acabo trocando o livro importado pelo nacional (que ainda assim sai mais barato).
    Não podemos nos esquecer das taxas do governo que com certeza são incluídas nessa conta, o que ajuda a encarecer o produto ¬¬
    Falta incentivo do governo...

    ResponderExcluir
  5. INTERESSANTÍSSIMO, Sora. Sempre desconfiei que era a tiragem pequena era a grande vilã dos preços abusivos de livros por aqui, mas não sabia dessa matemática aí de que a livraria fica com 40% da fatia do bolo. O_o

    Beijos

    Gleice
    www.murmuriospessoais.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Sora,

    adorei o post. Livros no Brasil são mesmo muito caros, mas como não conseguimos viver sem eles, fazer o que, né?

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Ola Sora, adorei o post, muito explicativo, pois não sabia muitas coisas...

    beijoss
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Sora!
    Muito interessante mesmo o artigo. Não podia imaginar que o preço elevado de livros aqui eram devido a baixa produção. Sempre achei que o problema é que em outros lugares quando os livros são lançados ainda não são best sellers e por isso quando chega aqui, o preço já está mais elevado.
    Bom, interessante saber o porque verdadeiro por trás disso tudo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. As livrarias que se dão bem no fim das contas... mas fazer o quê...
    Infelizmente os brasileiros não são muito chegados à leitura... resta conseguirmos mudar isso...

    ResponderExcluir
  10. Olá Sora,

    Muito interessante e pertinente a reportagem. Sabia que as editoras e livrarias lucravam mais, contudo os autores só 10% - está explicado porquê dificilmente um autor vive exclusivamente de ganhos com literatura.

    Por isso fico sempre com os clássicos, são mais barotos e bem melhores que muitos livros atuais.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Muito interessante esse post.
    Uma pena que os brasileiros não saibam o quanto é bom e importante ler.
    Quem sabe um dia essa situação não muda né?

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  12. Interessante. Não sabia de tudo isso. Legal saber os motivos dos absurdos preços.

    ResponderExcluir
  13. Sora,

    Vc é 10! Ótimo artigo, realmente o mercado livreiro no Brasil ainda é pequeno em vista dos números internacionais. Infelizmente.

    E a diferença de valores é gritante.

    Otimo post!

    Abraços
    Gabi
    sonhosaventuras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. que era mais caro,acho que isso tava claro...mas não sabia que envolvia tudo isso de custo,e que a tiragem do Brasil era tão pequena comparada a outros lugares.Acho que se o numero de brasileiros que gostam de ler e que leem de verdade crescesse significantemente talvez os livros ficassem mais baratos.

    ResponderExcluir
  15. Oi Sora!
    Muito esclarecedor o artigo!
    Eu já sabia que o preço de um livro aqui era mais caro por causa da tiragem, mas o que me chocou foi o editor receber mais do que o autor.
    Muito bom!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  16. Oi, Sora!
    Adorei o post!

    Mas, poxa, é uma pena q seja assim, neh? Brasileiro lê mto pouco e isto é mto triste. 10 000 tiragens pra 2 000 é uma diferença grande...
    E, o autor fica soh com 10%?! Isto tb é triste, viu?!

    Bjo.

    ResponderExcluir
  17. Oi Sora!

    Não somente os livros, mas qualquer tipo de obra nós pagamos muito caro.

    Isso é um absurdo!

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Oii
    Adorei o post, achei muito interessante.
    É realmente uma pena que o Brasil funcione dessa forma, porque, querendo ou não, é um circulo vicioso. Com os preços altos, poucas pessoas vão comprar, com poucas pessoas comprando, os preços continuam altos... =(
    De certo modo não é justo com o consumidor, mas também é triste pro editor ne =(
    Tomara que isso mude um dia né. Tomara que o número de leitores suba consideravelmente!
    Parabéns pelo post =)

    Beijoss
    Thaís - Instinto de Leitura

    ResponderExcluir
  19. Ei Sora, legal você trazer essa reportagem para cá, é assunto de nosso interesse. Uma pena que isso aconteça, acho que o que precisamos - tanto para baixarmos os preços quanto para ter um futuro melhor para o nosso país- é construir uma sociedade de mais leitores, e eu espero que isso aconteça em breve.

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Muito bom esse artigo Sora, ótima explicação, e obrigada por dividir essas noticias conosco.

    ResponderExcluir
  21. Oi, Sora!
    Achei muito esclarecedor esse post. Infelizmente, os que leem pagam muito porque são poucos. O que não foi incluído aí também são os impostos, né? Porque sempre tem em tudo. Imposto do papel, imposto da prestação de serviços da gráfica... É uma triste realidade e, do jeito que está, parece que não vai mudar tão cedo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. "A livraria fica com 40% do preço de capa do livro, em média." GENTE hahahaha

    E claro, tá explicado porque autor nacional não tem vez, mesmo. Com o número de tiragem reduzido, é CLARO que eles vão apostar nos Best Sellers, que é venda garantida.

    Poxa, isso é tão desanimador ;_; hahaha

    Mas foi bom saber, muitas coisas fazem sentido na minha cabeça agora :D

    Beijooo!

    Ju
    julianagiacobelli.com

    ResponderExcluir
  23. Oi, Sora!

    Muito interessante esta matéria. Um pena os livros serem tão caros ,pois o preço impõe prioridades.E se o preço minimiza a prioridade da importância do livro entre a população economicamente ativa , imagina para a população de baixa renda...deste jeito fica impossivel criar um pais de leitores.

    Agora, é claro que temos os sebos e as versões de pocket livros. Mas ainda assim, a queda de preço faz-se necessária.

    Abraços,
    Islayne

    ResponderExcluir
  24. Por que? Por que?
    Sora, que absurdo, é por isso que as pessoas não querem ler, e 40% para livrarias.
    Nossa, ainda bem que temos condições de manter esse nosso vicio saudável, mas é uma situação grave, e atrapalha muito a leitura no Brasil.

    Bjos,
    Cida
    http://www.moonlightbooks.net/

    ResponderExcluir
  25. Os valores dos livros aqui no Brasil são um absurdo. As vezes tô procurando um livro pra comprar e quando vejo quanto custa lá fora dá até tristeza!

    Os nossos impostos também sem dúvida encarecem muito e por isso maior parte da população não lê.
    Teria que existir mais políticas de barateamento dos livros.. Ahh que sonho!

    Gostei muito do post. Esclarecedor.

    Abraços, Michelle.
    sobreoinsolito.com

    ResponderExcluir
  26. Oi Sora!
    O valor quase dobra!Mas está explicado, o Brasil, infelizmente não é um país de leitores, o que de fato c diminui a quantidade e aumentam os custos.
    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Acho que eles devem arriscar mais um pouco e fazer mais tiragens
    Eunão trabalho, então tenho qie ficar chorando por promoções, que muitas vezes encontro em e-books
    Agora, isso não explicou porque o e-book é quase 90% mais barato

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  28. Eu fico me perguntando, como é que uma PESSOA não gosta de LER????? OMGG o nosso país nessa parte deixa a desejar afff :/

    ResponderExcluir
  29. Nossa! Que roubo! Queria morar fora, só pra poder comprar livros baratinhos *-* mas convenhamos, 40% pra livraria é sacanagem!

    ResponderExcluir
  30. Eu já tinha visto essa matéria em outro blog, achei realmente muito interessante, eu não sabia que era assim, que as porcentagens eram divididas dessa forma. É por este motivo que os brasileiros leem tão pouco =/ bem que poderiam dar um jeito de baixar o preço, meu bolso agradeceria e minha estante se ampliaria mais.

    ResponderExcluir

Olá!
Agradeço muito pelo seu comentário!
Logo irei retribuir sua visita. :)

(Comentários que não estejam relacionados à postagem e contenham apenas propaganda serão excluídos)

Related Posts with Thumbnails