16 de outubro de 2012

Adormecida

Tentei me agarrar aos meus sonhos estases o máximo que pude. Esse era meu jogo, lutar para manter o rumo entre aquelas imagens nebulosas onde era sempre tão fácil se perder. (página 7)

Após ser mantida em uma espécie de coma por 60 anos, Rose Fitzroy é acordada por um jovem. Ela descobre que o mundo como ela conhecia mudou completamente e que agora ela é a herdeira da empresa que era de seus pais. Porém, por que a deixaram dormir por tanto tempo?

Pela capa pensei que este era um romance sobrenatural baseado na história da Bela Adormecida. Porém, apesar de ser uma espécie de releitura do famoso conto de fadas, é uma história de ficção científica.

Estamos em um futuro onde uma única companhia domina, onde a tecnologia é avançada o suficiente para levar o homem a outros planetas. E onde qualquer um pode ser colocado para dormir.

A história de Rose é chocante. Imagine que você tem um filho, mas ele chora demais, ou quebra alguma coisa, e você pode colocá-lo para dormir porque não quer lidar com ele. Agora, imagine que você vai viajar e não quer levar o filho com você; então, por que não deixá-lo "dormindo" em casa? É o que os pais de Rose fazem constantemente, prendendo-a em um corpo de criança. Apesar de ela aparentar ter 16 anos, ela possui mais de cem. É assustador ver como o psicológico da menina fica abalado, como ela desenvolve uma espécie de Síndrome de Estolcomo dos próprios pais.

Todo livro tem algo a melhorar e, no caso deste, é o desenvolvimento do futuro, pois algumas coisas não ficaram claras. Por exemplo: os personagens usam um aparelho chamado "supertablet", mas não vi nada de diferente neles dos tablets atuais (e o livro foi publicado originalmente em 2011). São pequenos detalhes, mas não consegui deixar de reparar.

Porém, eu gosto de histórias de ficção científica pois, apesar da história se passar em um futuro, é possível relacioná-la com a nossa realidade. Como o fato de se colocar Rose para dormir. Imaginem se isso existisse hoje? Aposto que muitas pessoas iriam usar.

Além disso, a história é bem construída e os mistérios vão se resolvendo aos poucos. O final já deixa um gancho para uma continuação, porém, não há outros livros publicados.

Para quem gosta de histórias distópicas e/ou ficção científica, recomendo este livro!

Foi muito estranho absorver os pensamentos de uma pessoa que estava se apaixonando por mim. Era como se um arco-íris de luzes penetrasse a minha mente. (p. 87)

Outras capas:

Nota:

Onde comprar: Submarino
Related Posts with Thumbnails