25 de outubro de 2012

Imortal: Histórias de Amor Eterno

O motivo pelo qual os vampiros queriam que eu morresse era o mesmo motivo pelo qual todos os seres humanos queriam que eu vivesse. (p. 147)

Imortal: Histórias de Amor Eterno é uma coletânea de contos sobre vampiros, organizada por P.C. Cast e escritos por diversas autoras conhecidas da literatura sobrenatural.

Os contos e suas respectivas autoras são:

Amor assombrado - Cynthia Leitich Smith
Névoa amarela - Kristin Cast
Perseguição de um homem morto - Rachel Caine
Bons modos à mesa - Tanith Lee
Lua azul - Richelle Mead
Transformação - Nancy Holder
Farra - Rachel Vincent
Livre - Claudia Gray

Justamente pelo fato das autoras serem famosas e por ser um tema que eu adoro, as expectativas estavam bem altas. Porém, acabei me decepcionando.

Em primeiro lugar, a tradução está sofrível. Há frases sem sentido, diálogos com travessão faltando ou em excesso, vírgulas fora do lugar... Logo nas primeiras páginas já me arrependi de ter lido em português.

Porém, as histórias dos contos também me decepcionaram. A maioria é muito fraca, não tem sentido. Não estudo redação nem nada, mas sei, como leitora, que um conto precisa ter começo, meio e fim, e precisa fazer sentido dentro de seu contexto. Mas a maioria dos contos foi sem sal e sem nexo.

Os únicos três contos que gostei foram:

1. Lua azul - É mostrado um mundo dominado por vampiros, no qual uma vampira é socorrida por um humano. A história é tão rica que poderia ser facilmente expandida para um livro de 300 páginas. Dá para perceber porque Richelle Mead é tão boa escritora.

2. Farra - É o único conto que não é protagonizado por vampiros, mas por uma sereia e uma musa. É um conto que também dava para render um livro, pois gostei muito da dupla de personagens.

3. Livre - Passado na Nova Orleans de 1841, conta como uma moça se transformou em vampira. Pelo que pesquisei, a personagem faz parte de uma série de livros, Noite Eterna. Acabei ficando com vontade de ler essa série, pois o conto é muito bom.

Enfim, recomendo este livro apenas se você for muito fã de alguma das escritoras acima. Senão, não vale a pena gastar para não curtir nem metade do livro.

Viver no oeste do Texas é como viver no inferno, mas sem o clima agradável e as pessoas charmosas. (p. 67)

Outras capas:

Nota:

Onde comprar: Submarino
Related Posts with Thumbnails