9 de outubro de 2012

Lock and Key

"Ruby," she said, "where is your mother?"
It was only then that I began to realize what would later seem obvious. That it didn’t matter what I said, how carefully I crafted my arguments, even if I used every tool of evasion and persuasion I’d mastered over the years. There was only one thing that really counted, now and always, and this was it.
"I don't know," I said. "She's just gone."


Após ser abandonada pela mãe aos 16 anos, Ruby vai morar com sua irmã mais velha, Cora, que não via há 10 anos. Dividindo a casa com ela e seu cunhado Jamie, e com a ajuda de seu vizinho Nate, Ruby começa a aprender que, ás vezes, é necessário aceitar ajuda de outras pessoas.

Meu resuminho aí em cima ficou mesmo beeem resumido em relação ao que é a história do livro. Ruby é uma adolescente um pouco diferente do que costumo encontrar nos livros YA: acostumada a viver sozinha (tanto é que continua sozinha após a mãe lhe deixar e só vai morar com Cora por causa da assistência social), sem ajuda de ninguém, resgatando sua mãe alcoólatra quando necessário... De repente, ela se vê no mundo de Cora, que deixou a família para cursar a faculdade e deu a volta por cima: é feliz e mora em uma mansão com o marido.

O mais importante da história foi, para mim, seus personagens. Todos tinham algo a aprender, todos precisavam de ajuda em algum aspecto de suas vidas, mas se recusavam a aceitá-la. Aos poucos, eles foram mudando, aprendendo. Eu adoro quando os personagens de uma história "crescem" com ela e isso aconteceu claramente aqui.

Sobre a narrativa: o começo foi um pouco lento, pois ficava falando da vida de Ruby em flashback, de como era antes de ela ir morar com Cora. Mas depois me acostumei com o ritmo e mais coisas começaram a acontecer; a partir daí, a história só melhorou. É parecido com o estilo de What happened to goodbye, outro livro da Sarah Dessen que li.

No final, gostei bastante deste livro. Não tem anjos, vampiros nem outro elemento sobrenatural, é apenas sobre pessoas comuns seguindo com suas vidas. E tem coisa mais difícil do que as nossas vidas "normais", do que engolir o próprio orgulho, ajudar e ser ajudado? Vale a pena ler e refletir.

Observações:
- O livro ainda não foi publicado no Brasil.
- O primeiro capítulo (em inglês) está disponível no site da autora.

Nota:

Outras capas:

Onde comprar: Book Depository | Amazon
Related Posts with Thumbnails