16 de abril de 2013

A Pousada Rose Harbor

Quando soube que Paul fora morto, a dor me consumiu por inteira, e eu não pensei que fosse capaz de seguir com minha vida. Mas esta continua seu caminho, e eu tive que fazer o mesmo, arrastando-me de um dia para o outro até descobrir que podia respirar normalmente.

Um livro que comecei a ler e não queria mais parar, tanto que li cem páginas direto no sábado à noite, sem parar nem para ir ao banheiro. Assim foi A Pousada Rose Harbor para mim. Cedar Cove é uma cidadezinha estilo aquelas do Nicholas Sparks: à beira-mar, sem violência, com ótima vizinhança e uma biblioteca. O tipo de lugar que eu sonho em morar.

É muito bom poder ler um livro sem nada sobrenatural de vez em quando, com pessoas normais, sem luta de bem contra o mal. Não me entendam mal, eu AMO sobrenatural, mas tudo que é em excesso cansa. Aqui, temos a história de três pessoas diferentes que acabam reconstruindo suas vidas.

Após a morte de seu marido, Jo Marie se muda para a pequena cidade de Cedar Cove, onde compra uma pousada. Além dela, acompanhamos seus dois únicos hóspedes: Josh, que voltou para cuidar de seu problemático padrasto que está doente, e Abby, que vai ao casamento de seu irmão mas esconde uma culpa terrível.

Imaginem ter uma pousada assim, que delícia! (fonte)

Eu amei o livro e quero a continuação, Rose Harbor in Bloom (ainda inédito no Brasil). Recomendo este livro para aqueles que desejam ficar com o coração aquecido por uma bela história.

Outras capas:

Nota:

Onde comprar: Submarino

Já que vocês gostaram da enquete anterior - e me escolheram um ótimo livro - vou fazer de novo! Qual o próximo livro da Novo Conceito que vocês querem ver sorteado e resenhado no blog? O resultado sai no post "Essa Semana" do dia 21/4!

Related Posts with Thumbnails