30 de julho de 2013

Aquele Verão

É engraçado como um verão pode mudar tudo. Deve ser devido ao calor e ao cheiro de cloro, à grama recém-cortada e à madressilva, ao asfalto fervendo após as tempestades no fim do dia, e ao vapor subindo enquanto tudo ao redor fica respingando.

Haven, de quinze anos, precisa enfrentar o casamento do seu pai com a "mulher do tempo", ao mesmo tempo em que precisa agüentar sua irmã mais velha, que logo irá se casar. Tudo que ela quer é que as coisas sejam como em um verão passado, quando sua irmã namorava Summer, seus pais ainda estavam juntos e tudo parecia perfeito. Mas será que era mesmo?

Todos conseguem relembrar um verão e apontá-lo, encontrando o ponto exato quando tudo mudou. Aquele verão era o meu.

Eu estava bem ansiosa para ler este livro, pois gostei bastante de todos os outros da Sarah Dessen que li. Porém, acabei me desapontando. É um bom livro, mas não foi tudo que eu esperava.

Cena do filme (créditos)

Quando faltavam 40 páginas para acabar, ainda não tinha entendido o propósito do livro. Tinha um monte de subplots acontecendo, mas não ocorria muita coisa com a personagem principal e narradora do livro, Haven.

No final, acho que este livro não é mesmo uma história com começo, meio e fim, mas é mais sobre como as vezes imaginamos uma coisa, que depois se revela completamente diferente. Também é sobre reconciliação, entre Haven e seus pais e, principalmente, com sua irmã. Sobre novos começos.

O livro já inspirou um filme, Meu Novo Amor (How to deal). Eu não assisti, mas pelo que li na Wikipedia, não tem muito a ver com o livro - nem os nomes dos personagens são os mesmos.

Recomendo este livro mais para aqueles que já são fãs da autora. Se você ainda não leu nada da .Sarah, pode pular este livro e ir direto para O que aconteceu com o adeus; eu, pelo menos, gostei mais dele.

Outras capas:

Nota:

Onde comprar: Submarino
Related Posts with Thumbnails