9 de julho de 2013

O Palácio da Meia-Noite

Nunca poderei esquecer a noite em que nevou sobre Calcutá. O calendário do orfanato St. Patrick's desfiava os últimos dias de maio de 1932, deixando para trás um dos meses mais quentes da história da cidade dos palácios.

Calcutá, Índia, 1916. O Tenente Peake está sendo perseguido, enquanto tenta salvar dois bebês gêmeos. Ele os entrega a Aryami Bosé, deixando-a responsável por salvar as duas crianças. A história pula para 1932 e passa a acompanhar uma das crianças, Ben, agora com 16 anos, que cresceu no Orfanato St. Patrick's. Mas ele não está totalmente seguro...

Nunca poderei esquecer os rostos daqueles rapazes assustados na noite em que nevou sobre Calcutá. Mas, como meu amigo Ben sempre repetiu, é preciso começar a história pelo princípio...

Quem gosta de Zafón, como eu, já sabe mais ou menos o que esperar deste livro. Mas, para quem nunca leu, explico: fantasia misturada a realidade, grandes mistérios e um segredo que só é revelado no final. Essa, pelo menos, foi a fórmula de todos os livros que li dele até hoje.

Calcutá em 1945 (Wikipedia)

Claro que, se você leu os outros livros, nada tira o mérito deste. A história é emocionante, ás vezes mágica, ás vezes cruel, mas totalmente viciante. Também foi o primeiro livro que li do autor que não se passa em Barcelona (cidade em que ele nasceu), mas desta vez é em Calcutá, na Índia.

Este não foi meu livro preferido do Zafón, mas é uma ótima leitura. É difícil resenhá-lo pois a cada página um segredo era revelado, e eu não quero estragar a leitura de ninguém. Porém, quem gosta de livros juvenis inteligentes não pode perder.

Outras capas:

Nota:

Onde comprar: Submarino

18 comentários:

  1. Olá.
    Uh, só li um livro desse autor e ele me surpreendeu bastante, então espero que eu gosto dos outros também. Esse parece ser muito bacana. Adorei a resenha.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nenhum livro desse autor, mas pela resenha é o tipo de leitura que eu gosto.
    vestindo-ideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada do autor, mas a ideia de mistérios, segredos e fantasias, em um mesmo livro, me deixam bem interessada. Espero ler algum livro dele em breve.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. admito, nunca li nenhum livro do Zafón, mas juro, não é por falta de vontade!
    tenho vontade de ler todos... todos parecem incríveis e todos sempre ganham muitos elogios ;~~
    apesar de não gostar muito de fantasia, me interesso por esta mistura dele...

    ResponderExcluir
  5. Li outro livro do Záfon, Marina, e gostei bastante! Tenho vontade de ler esse também
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
  6. Sou fã de carteirinha de Zafón.
    Assim como vc diz: fantasia, realidade, mistério, magia, segredos e encantamento.
    Estou beeem ansiosa para ler O Palácio da Meia-Noite!
    A expectatva está lá nas alturas :))

    bjss

    ResponderExcluir
  7. Ainda não conheço a escrita do autor.
    Quem sabe um dia, rsrs.

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida
    Adorei a sua resenha e estou bem curiosa para ler os livros do Zafón, sempre leio resenhas positivas sobre eles, mas ainda não li nenhum livro dele, preciso comprar com urgência ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  9. Pelo q li, esse faz parte da trilogia da Névoa, logo, estou louca para lê-lo. E tb estou atrás de As Luzes de Setembro, mas não estou achando. =/

    ResponderExcluir
  10. Li poucos do Zafón e não ha como discordar o homem é brilhante, não ha quem não o elogie por sua capacidade de criar tramas envolventes!!! As capas são um mescla de misterio e suspense que me agradam

    bjão depois se quiser pode passar lá no blog, será uma visita bem recebida :)

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia, mas parece ser interessante

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Eu quero muito ler algo deste autor, me encantei bastante pela trilogia anterior que esqueci o nome no momento. =(
    Adoro as capas sempre nessa tonalidade dando impressão de antigo.
    E o livro parece bem agradável, adoro quando parece uma caixinha de surpresas. Gêmeos em perigo... isso pode ter tantos significados, já pensei em vários motivos. hehehe
    Preciso me atualizar e ler ao menos um.

    ResponderExcluir
  13. Bem eu nunca li nada dele mas achei a estoria encantadora, as outras capas são mais bonitas que a brasileira hehe

    bjos

    ResponderExcluir
  14. Ah, eu nunca li nada do Záfon, mesmo tendo um livro dele aqui ainda não deu tempo. Mesmo sendo um livro mais infanto-juvenil, eu me interessei por ele desde quando foi lançado e espero poder ler em breve.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  15. Eu acho os livros de Zafón com umas capas tao bonitas e séries..
    o tipo d livro q eu mostrar pra geral, quando tiver lendo...
    Dele eu só li Marina, e gostei bastante do estilo..
    Quero muito conferir outros titulos e esse com certeza ta no meio!

    bjinhos

    ResponderExcluir
  16. Oi Sora sou fã do Zafón,são livros maravilhosos!
    As capas são bonitas,histórias emocionantes e personagens cativantes.

    ResponderExcluir
  17. Definitivamente este não é o tipo de livro que eu leria =/
    Só pela sua resenha posso ver que ele não me prenderia

    ResponderExcluir
  18. Terminei de ler esse livro hoje e amei! É uma história que prende, e ele escreve muito bem.

    ResponderExcluir

Olá!
Agradeço muito pelo seu comentário!
Logo irei retribuir sua visita. :)

(Comentários que não estejam relacionados à postagem e contenham apenas propaganda serão excluídos)

Related Posts with Thumbnails