15 de abril de 2014

Dias Melhores Virão

Eu era uma mulher que havia perdido os pais, tinha sobrevivido a uma dúzia de cirurgias e havia ressuscitado com implantes de metal (...). Não havia conseguido muita coisa nos meus vinte e oito anos. Eu merecia isso.

A vida nunca foi fácil para Ruth Saunders. Depois de enfrentar tudo que foi descrito na frase acima, ela escreve o roteiro de uma série de TV, Dias melhores virão, baseado em sua própria vida com a avó. Mas não é fácil manter seu próprio seriado em Los Angeles.

Eu ainda não havia lido nenhuma resenha desse livro (pelo menos não que me lembre), então decidi dar uma chance a ele.

Até a metade da história, não estava curtindo muito. Estava bem confusa com o monte de vai-e-vem da história. Mas depois que a narrativa só começou a andar para a frente, sem explicações sobre o passado, comecei a curtir mais.

O que mais gostei no livro foi poder conhecer como funciona uma série de TV (eu adoro séries). Ruthie nos mostra que tirar uma ideia do papel e colocá-la no ar não é tarefa fácil. Eu me irritava demais com os executivos, que ficavam mudando o rumo original da série, mas também ficava irritada com Ruthie, que não fazia nada para contradizê-los. Porém, como diz Dave no livro, é preciso escoler suas batalhas, o que me fez concluir que na maioria das vezes o que assistimos não é exatamente o que o criador tinha em mente.


Enfim, acho que quem curte séries de TV deveria ler este livro, para conhecer o "outro lado", dos roteiristas e diretores. Bem que eu gostaria de assistir um episódio de Dias melhores virão, do jeito que Ruth imaginou no começo.

Outras capas:


Nota:

Onde comprar: Submarino

Livro cedido para resenha pela Editora Novo Conceito.

Créditos das imagens: capa e outras capas - Goodreads; foto de Hollywood - Booktrailer.
Related Posts with Thumbnails