10 de abril de 2014

Um Perfeito Cavalheiro

Todo mundo sabia que Sophie Becket era bastarda.

Apesar de ser o resultado de uma união ilegítima, o Conde de Penwood tomou a pequena Sophie como sua pupila. Porém, depois que ele se casou com Lady Araminta, a vida de Sophie se tornou um inferno, piorando ainda mais quando o Conde morreu e Araminta e suas duas filhas passaram a tratar Sophie como uma escrava. Sophie acompanha as Crônicas de Lady Whistledown e sonha em ir a um evento da alta sociedade londrina. Será possível tornar o sonho em realidade?

No 3º livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn nos apresenta a uma releitura de Cinderella. E é ótima! Eu amei todos os livros da série até agora e com Um perfeito cavalheiro não foi diferente. Passei o livro todo torcendo pela Sophie, sofrendo com ela... Depois de tudo o que ela passou, não tem como não torcer por um final feliz.

E o que dizer de Benedict, o Bridgerton número 2? Ele é o príncipe que aparece para salvá-la, mas que pega uma gripe forte e acaba também recebendo os cuidados dela. Ou seja, ele não é o cara perfeito (ninguém fica gripado em contos de fadas), mas é quase isso.

Quem merece destaque, também, é Lady Violet, a matriarca da família Bridgerton. Ela deixa todas as convenções da sociedade de lado para ajudar Sophie e o filho. Nas cenas finais, dava até vontade de aplaudir.


Com certeza continuarei acompanhando esta série, que continua em Os segredos de Colin Bridgerton.

Outras capas:


Nota:

Onde comprar: Submarino

Livro cedido para resenha pela Editora Arqueiro.

Créditos das imagens: capa - Submarino, outras capas - Goodreads, casal - Cover Cafe.
Related Posts with Thumbnails