29 de julho de 2014

Reconstruindo Amelia

- A sua filha, Amelia... Ela caiu do telhado, Sra. Baron. Ela... infelizmente não sobreviveu à queda. Lamento muito, senhora, mas sua filha, Amelia, faleceu.

Kate Baron estava no trabalho quando recebeu uma ligação da escola de sua filha. Amelia, de 15 anos, havia sido suspensa e ela deveria buscá-la imediatamente. Porém, ao chegar lá, encontra o corpo sem vida da filha, caído no chão. Ela havia pulado do telhado da escola e não sobrevivera.

Dias depois, Kate recebe uma mensagem anônima no seu celular, o que a faz iniciar uma investigação da vida da filha - e acaba encontrando um lado de Amelia que nunca iria imaginar.

Amelia não pulou.

Reconstruindo Amelia é um livro tenso, que dá para ficar lendo por horas sem nem ver o tempo passar. A história alterna o presente - a investigação de Kate - com o passado, no qual conhecemos o ponto de vista de Amelia.

Amelia... Tinha horas que eu queria lhe dar um tapa na cara, para que percebesse onde estava se metendo, e em outras eu queria abraçá-la e dizer que tudo ficaria bem. É impressionante como a crueldade humana consegue destruir a vida dessa menina, que tinha um futuro brilhante pela frente.


O livro serve como um alerta. Aos pais, que precisam conversar com seus filhos e colocá-los acima de qualquer coisa, inclusive de suas carreiras. Aos filhos, que saibam que aceitação em grupo não é tudo, pois existe vida após a escola e provavelmente vocês nunca mais verão aquelas pessoas.

Reconstruindo Amelia é uma história triste, emocionante e, apesar de ser ficção, poderia ser verdade. É chocante, mas é uma leitura necessária. Recomendo.

Outras capas:


Nota:

Livro cedido para resenha pela Editora Arqueiro.

Créditos das imagens: capas - Goodreads, imagem - Booktrailer.

Related Posts with Thumbnails