7 de agosto de 2014

A rosa da meia-noite


Hoje, por favor, imploro aos deuses, pois eu sempre soube, a cada hora que se passa desde que vi meu filho pela última vez, que ele ainda respira em algum lugar deste planeta. Se ele tivesse morrido, eu teria sabido no exato momento em que isso aconteceu, do mesmo modo que soube quando todos aqueles que amei na vida se foram.

Eu havia gostado bastante do único livro da Lucinda Riley que havia lido até então (A casa das orquídeas), então quando recebi A rosa da meia-noite da Novo Conceito, logo tive vontade de ler. No começo me senti um pouco intimidada pelo tamanho do livro (572 páginas), mas depois pensei: se o livro é bom, não importa o número de páginas, eu lerei do mesmo jeito. Mas ele não é só bom... É excelente!

A história começa em Fevereiro de 2000, na Índia, quando Anahita Chavan completa seu 100º aniversário. Ela teve um filho, décadas atrás, que disseram que havia morrido, mas ela nunca acreditou nisso. Por isso, confia um manuscrito com a sua história para seu bisneto, Ari, e a missão de descobrir o que realmente aconteceu com seu filho. Depois desse início, passamos por vários lugares, no passado e no presente. A história de Anahita e Ari se cruza com a da atriz americana Rebecca, que se hospeda em uma mansão vitoriana para filmar um seriado.


A quantidade de pesquisa histórica que a autora deve ser feito para escrever este livro é palpável através das páginas. Além de me emocionar com os personagens (que são incrivelmente humanos), o pano de fundo histórico é incrível. Aprendi bastante sobre a Índia e a Inglaterra do começo do século XX, e me senti parte da história. Voltando a falar do tamanho do livro: a vantagem de um livro mais longo é que os personagens começaram a fazer parte da minha família, devido ao tempo passado com eles.

A rosa da meia-noite é um livro fantástico, com uma história emocionante. Me fez sentir alegria, raiva, tristeza... E também esperança. Não se deixem intimidar pela quantidade de páginas. A leitura fluiu tão rápido e é tão envolvente que não queria que chegasse ao fim.

Outras capas:

Nota:

Livro cedido para resenha pela editora Novo Conceito.

Créditos das imagens: capas - Goodreads, foto - Wikipedia.

23 comentários:

  1. Se antes eu já tinha um grande desejo de ler o livro,agora então lendo sua resenha,simplesmente preciso!
    Gosto de histórias como essa: histórico e carregado de emoções.

    ResponderExcluir
  2. Confesso que não tinha muita vontade de ler os livros dessa autora, acabei desanimando com o tempo. Mas quem sabe agora eu dê uma chance. Eu faço é gostar do número de páginas, haha

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. tenho muuita vontade de ler esse livro, amo a autora e essa capacidade de mesclar passado e presente na construção de enredos que prendem!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Sora,
    Todas as resenhas que li sobre as obras dessa autora, foram positivas, só que o tamanho de seus livros, realmente dar uma desanimada, mas vou tentar criar coragem no futuro, para lê-los já que gosto da combinação passado e presente.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sora!

    Tenho muita vontade de ler os livros da Lucinda, mas sempre adio a leitura (não sei o porquê). Qualquer dia desses engreno e descubro o segredinho dessa autora!

    Beijão,

    Natalia Leal
    Páginas Encantadas
    http://www.paginas-encantadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Não tenho muita curiosidade em ler os livros da Lucinda Riley, não me sinto muito animada em ler seus livros, principalmente por não ser muito fã do gênero.

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  7. Oi Sora!
    Nossaaa! Já fiquei empolgada apenas com sua resenha \o/
    Bjks!

    ResponderExcluir
  8. ainda não li nenhum dos livros, mas tenho A Casa das Orquídeas na minha estante hehe
    confesso que os livros da autora não me atraem muito, mas pretendo ler, pois eles são muito bem comentados né?!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. A Lucinda Riley escreve o tipo de livro que eu gosto. Pelo menos gostei muito de A Casa das Orquídeas e, pela sua resenha, acredito que gostarei muito desse aí. Já tenho vários dela na minha lista! O problema é o tempo para ler tudo! hehehehe
    Beijos!
    Samara - www.infinitoslivros.com

    ResponderExcluir
  11. Tenho muita curiosidade para ler algo da Lucinda, infelizmente ainda não li.
    Gostei de seu ponto de vista sobre a obra, me pareceu verdadeira, e caramba quantos elogios sobre a obra. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Faço minhas as palavras do Renato Almeida.
    Nunca li nada da Lucinda, mas pelo tanto de elogios que vejo sobre os seus livros, sinto que preciso corrigir isso.
    Sem falar que a NC faz um trabalho maravilhoso com as capas dos livros da autora.
    Ótima resenha!

    Beijos!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Riley além de um autora do caralho, é uma historiadora incrível! Adoro o trabalho dessa mulher!!!!
    Estou super ansiosa para saber o que ela fez com esse da nossa terrinha.
    Amo a premissa da Rosa da Meia-Noite! Doida para ler e não consigo. Frustrada nesse momento.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá Sora nunca li nada da autora, adorei o que vc falou, se o livro é bom não importa o tamanho pura verdade!!! Adoro quando os autores fazem uma super pesquisa eles conseguem nos passar os detalhes.
    Beijos

    www.contodeumlivro.blogspot.com.br/
    www.paraisoempapel.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Sora, tudo bem?

    Ai, estou desejando esse livro há um tempão, só falta tempo para terminar os que estão na fila pra querer ler mais um.. Muito boa sua resenha, me empolgou bastante!

    Beijos, Be
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li esse livro, mas já tenho ele aqui
    Já encontrei muitas resenhas positivas sobre ele
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi, Sora!
    Assim como você, o único livro que li da autora foi "A Casa das Orquídeas". E eu também o amei.
    Não sabia realmente o que esperar deste livro até ler sua resenha. Realmente parece ser uma leitura imperdível. O tamanho dele também me fez adiar um pouco a leitura, mas pretendo lê-lo ainda este ano.
    Espero não me decepcionar.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  18. Ainda não li nenhum livro desta autora, mas gostei da resenha e pretendo ler o mais rápido possível.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Quero muito ler esse livro *---*
    Achei tão perfeita a premissa, quero muito, aliás nem sei Pq não comprei ainda.

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Eu adorei a sua resenha, é a primeira que vejo do livro e fico feliz dela ter sido tão positiva assim. Não li nada da autora, mas pretendo, e espero gostar muito, adorei o enredo do livro, creio que ele será o primeiro livro da autora que irei ler.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  21. A capa brasileira é a mais bonita.
    Livros com quantidade de páginas exorbitantes é a minha área, eu gosto muito de livros grandes.
    A resenha está ótima, só aumentou minha vontade de ler o livro

    ResponderExcluir
  22. A capa brasileira é a mais bonita na minha opinião. Meu volume já está pronto esperando que eu o leia.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  23. Acheii a primeira capa mais bonita !!
    Adoreii achei interessante e bem rico

    ResponderExcluir

Olá!
Agradeço muito pelo seu comentário!
Logo irei retribuir sua visita. :)

(Comentários que não estejam relacionados à postagem e contenham apenas propaganda serão excluídos)

Related Posts with Thumbnails