27 de janeiro de 2015

À Beira da Eternidade

Dana observou-o partir e lutou contra os confusos e contraditórios sentimentos que ele lhe despertava. Se havia uma coisa que ela sabia muito bem, era que não havia garantias na vida, especialmente quando se tratava de homens como Nick Verone.

Dana Brantley vê na pacata cidade de River Glen uma chance de recomeçar, com um novo emprego como bibliotecária. Mas seu telhado está com goteiras... É quando aparece Nick Verone, pai do pequeno Tony. Além de consertar sua casa, poderá ele consertar seu coração?

Sherryl Woods é, no momento, minha autora Harlequin favorita. Os três livros dela que li até agora (A paixão de Liz, Um lugar no coração e Amigas para sempre) foram romances doces, com mais amor do que erotismo. Com À Beira da Eternidade não foi diferente.

Dana é uma mulher independente, reconstruindo sua vida. Quando seu passado é revelado, nós vemos como a moça sofreu. Ela realmente merece uma segunda chance! Nick é simplesmente perfeito, não é ciumento nem possessivo, é engraçado e faz de tudo por seu filho. Tony, aliás, tem 10 anos, é uma graça e (acreditem!) adora passar seu tempo na biblioteca.

A autora também mostra os pontos negativos e positivos da vida em uma cidade pequena. Se, por um lado, há sossego e tranquilidade, por outro, os boatos e fofocas se espalham mais facilmente. Outro ponto positivo do livro é que, apesar de ter sido lançado originalmente em 1988, a história se mantém atual.

À Beira da Eternidade é um romance para ler, suspirar e até derramar algumas lágrimas. Recomendo!

Outras capas:

Nota:

Onde comprar: Harlequin

Livro cedido para resenha pela Harlequin.
Related Posts with Thumbnails