19 de março de 2015

A Seleção

Não queria ser da realeza. Não queria ser Um. Não queria nem tentar.

O príncipe Maxon está em busca de sua futura esposa. Para isso, fará uma espécie de reality show chamado A Seleção, no qual 35 garotas tentaram conquistar a coroa. America Singer não queria nem se inscrever. Ela é de uma casta baixa (uma Cinco), quer trabalhar e se casar com o amor de sua vida, Aspen. Mas topa se inscrever para agradar a mãe. Só não contava que seria selecionada...

A Seleção é um livro que, confesso, comprei exclusivamente pela capa. Vejam esse vestido!!! Mesmo lendo várias resenhas positivas da série (que já tem 5 livros, além de contos), eu achava que era uma história bobinha, boa para entreter mas sem nada de mais. Me surpreendi muito quando comecei a ler, pois era bem diferente do que eu esperava.

Como na grande maioria dos livros YA, tem romance e triângulo amoroso. Eu me apaixonei pelo Maxon! Ele é tão solitário que dá vontade de abraçá-lo em todos os momentos. Gostei bastante da America, ela é decidida e não muda seu comportamento por causa do príncipe. Quem eu não gostei mesmo nessa história foi o Aspen, com seu pensamento machista. Queria que ele saísse logo da história para que America ficasse com o príncipe.

Imagem original: The Selection Brasil.

Além da parte romântica, o mundo de A Seleção é uma distopia bem interessante. É um país que foi invadido pelo outro, um sistema de castas sem mobilidade alguma, ignorância das pessoas em relação ao que está acontecendo... O livro discute vários problemas sociais que podem ser relacionados aos nossos problemas reais.

Resumindo: eu amei esse livro. Se não precisasse acordar cedo para trabalhar, teria virado a noite lendo, pois a história é muito boa e a narrativa prende a gente. As páginas passaram rápido demais e já estou com saudade do livro. Agora é correr atrás do próximo, A Elite.

Outras capas:


Nota:

Compre na Amazon.

Este livro faz parte do TBR Book Jar 2015.
Related Posts with Thumbnails