23 de abril de 2016

The Butterfly Clues

Here's the thing: I don't choose to take things. I have to. I've always had to do certain things, since the day I turned seven and began to insist that I wanted to stay six.

(Aqui está: eu não escolho por fazer as coisas. Eu tenho que fazer. Eu sempre tive de fazer certas coisas, desde o dia em que eu fiz sete anos e comecei a insistir que queria ficar com seis.)

Quem nos conta a história é Penelope "Lo" Marin, que tem o costume de roubar pequenos objetos. Ao entrar em uma casa para fazer isso, mal sabia ela que a residente seria assassinada.

Em uma feira, Lo reconhece uma figura de borboleta à venda, que estava na casa de Sapphire, a garota morta. Depois disso, ela se torna obcecada em encontrar seu assassino.

Esse foi o primeiro livro que li em que a narradora tem transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), e acho que ela me fez entender um pouco mais sobre esse mundo. Fica claro que a Lo não age e faz certas coisas porque quer, mas porque ela precisa fazer. Por exemplo, ao entrar em algum lugar (uma casa, um ônibus) ela precisa dar três tapinhas na perna e dizer "banana", senão o ato não parece certo.


Eu fiquei triste por ela pelo fato de seus pais não a entenderem. Após a morte do irmão, a mãe entrou em depressão profunda e o pai se afundou em trabalho, ignorando o que acontecia em sua casa. Os dois não viam que ainda tinham uma filha ali e que ela precisava deles. O pai, inclusive, se negava a entender que sua filha tinha um transtorno de ansiedade. Fiquei imaginando quantos jovens sofrem com isso, sem receber apoio de suas famílias ou amigos.

Lo, pelo menos, consegue encontrar um apoio em Flynt, um garoto sem teto que a ajuda em sua investigação. Flynt consegue ver Lo pelo que ela realmente é, enxergando além de suas manias e repetições.

The Butterfly Clues já foi publicado no Brasil pela Leya, com o título O Enigma da Borboleta, mas acabei conhecendo o livro através da edição americana. Eu gostei bastante, é um thriller com uma protagonista bem diferente. Recomendo!

Outras capas:


Nota:

6 comentários:

  1. Oi, Sora!
    Eu não sabia que esse livro já havia sido lançado aqui... Fiquei bastante interessada.
    TOC é uma doença bem séria que poucas pessoas entendem
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi Sora!
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler a versão nacional desse livro, inclusive nem sabia do que se tratava essa história. Uma trama bem interessante!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi sora, o tema do TOC me atraiu, fiquei bem presa ao suspense da trama, creio que livros assim busquem dar exatamente essa sensação de ficar presa a trama
      http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

      Excluir
  3. Poxa que legal! Nunca cheguei a ler livro que a personagem principal tivesse TOC! Deve ser bem interessante vendo a história por esse ângulo, adoro histórias de suspense, parabéns pela resenha ;)

    Jéssica Patrício - pitadadecinemaeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Poxa que legal! Nunca cheguei a ler livro que a personagem principal tivesse TOC! Deve ser bem interessante vendo a história por esse ângulo, adoro histórias de suspense, parabéns pela resenha ;)

    Jéssica Patrício - pitadadecinemaeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Sora,

    Não conhecia a edição brasileira nem americana, mas gostei da proposta. Essa questão do toc é complicada mesmo e tem um livro da Galera com uma personagem assim, é assustador ao mesmo tempo que muito tocante. Vou procurar saber mais sobre ele. =)

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir

Olá!
Agradeço muito pelo seu comentário!
Logo irei retribuir sua visita. :)

(Comentários que não estejam relacionados à postagem e contenham apenas propaganda serão excluídos)

Related Posts with Thumbnails