9 de maio de 2016

Adeus à Humanidade


Não importa a eternidade que leve até que se encontre o verdadeiro amor, e sim a intensidade com que o sentimos quando ele se manifesta em nossas vidas...

Stephanie morava no Rio de Janeiro com sua mãe e seu irmão mais novo... E tinha tudo para ser uma personagem que eu iria odiar. Achei que ela ia ser uma patricinha, pois além de ter tudo, ainda foi estudar nos Estados Unidos, onde ficou morando com o pai, que era hematologista. Mas logo vocês vão ver como ela me surpreendeu.

Porém, a vida de Stephanie muda completamente quando seu pai desaparece e o marido de sua mãe é assassinado em um assalto. A mãe entra em depressão e perde o emprego, então Stephanie volta para o Brasil e precisa sustentar a ela e seu irmão pequeno.

É aí que começamos a ver a força de Stephanie. Ela recebe uma oferta de emprego irrecusável e parte para São Paulo, para trabalhar de enfermeira em um hospital. Trabalha dia e noite e não pensa em mais nada a não ser mandar dinheiro para sua mãe e irmão.

Mas lembrando que este livro é um romance... e logo ela conhece o Dr. Richard, hematologista como seu pai, um homem frio que todos do hospital têm medo. Menos Stephanie, é claro! O jeito meio desastrado dela na frente dele compõe as cenas mais divertidas do livro.


Adeus à Humanidade tem várias frases lindas e eu gostei bastante da protagonista, que se mostrou bem forte em toda a situação que passou. Em nenhum momento Stephanie pensou em desistir de sua família, pelo contrário, era essa preocupação que a fazia ir ao trabalho e enfrentar o Dr. Richard todos os dias.

Obs: Não leiam a sinopse do livro, ela contém um spoiler enorme! Eu esqueci dela enquanto lia o livro, felizmente pois a sinopse conta algo que me surpreendeu no final.

O livro tem uma continuação, chamada Quando a Humanidade Prevalece, publicada em 2013. Porém, ele tem um final fechado, então não precisam se preocupar com cliffhangers.

Outras capas:


Nota:

Obs: Livro disponível gratuitamente no Wattpad.
Related Posts with Thumbnails