30 de agosto de 2016

Como eu era antes de você

Ele se vira e, nesse milésimo de segundo, percebe que a coisa vem em sua direção, que não há como sair da frente. Surpreso, abre a mão e o BlackBerry cai no chão. Ouve um grito que talvez seja seu. A última coisa que vê é uma luva de couro, um rosto dentro de um capacete, o choque nos olhos do homem refletindo o dele próprio. Há uma explosão quando tudo se parte em pedaços.
E então não há nada.

Finalmente comprei e li esse livro tão amado por todos (e odiado por alguns). Comprei e li na mesma semana, pois não ia mais aguentar de ansiedade.

A história muitos já devem conhecer. Louisa Clark perde seu emprego em um café, indo parar na Agência de Empregos. Com o país em crise, ela não tem muitas opções atrativas. A única que salva é trabalhar como cuidadora de um tetraplégico.

Faz dois anos que Will Traynor sofreu o acidente. É bonito, rico, inteligente... E vai precisar aprender a lidar com o jeito meio maluquinho de Lou.

Gostei bastante dos protagonistas deste livro. No começo Lou me irritou um pouco. Eu sentia que ela não gostava de várias coisas em sua vida, como seu namorado e as atitudes da irmã, mas também não impunha suas vontades. Patrick, o namorado dela, me irritava demais!!! Os dois não tinham nada a ver, não conseguia entender por que estavam juntos a tanto tempo. Porém, depois de saber mais sobre o passado dela, consegui entender por que ela sempre ia pela opção segura. Will também não entende isso, e tenta fazer com que ela veja.


Quando terminei esse livro, fiquei um tempão pensando em tudo que ele significava. Muitas pessoas acham o final triste mas, para mim, ele foi libertador. Nem chorei, pelo contrário, fiquei com uma sensação de paz.

Uma das mensagens que o livro traz é: parem de decidir o que vocês acham que é melhor para os outros! Como o próprio Will diz, só uma pessoa na situação dele sabe o que ele estava passando. É muito fácil querer tomar decisões pelos outros quando se está saudável e feliz.

Outra coisa que fiquei pensando, é em como nosso mundo precisa melhorar para ficar mais inclusivo. Precisamos de mais rampas para cadeiras de rodas, de banheiros largos, de sites e programas de computador que ajudem as pessoas. Não é porque a pessoa é cadeirante que não pode se divertir, mas infelizmente ainda vejo poucos lugares nos quais o acesso é possível.

Como eu era antes de você é um livro maravilhoso, com uma narrativa bem escrita e personagens bem construídos. É feito para se ler de mente aberta, pois pode mudar uma vida. No final, fica a pergunta: quem salvou quem?

Obs: o livro tem uma continuação, Depois de você, porém gostei tanto desse livro que tenho medo de me decepcionar...

Outras capas:


Nota:

11 comentários:

  1. Lê livros não é minha praia mas o filme é TOP rsrs

    Tem resenha nova no blog vem conferir ;*

    Beijinhos,
    Blog Resenhas da Pam

    ResponderExcluir
  2. Olá Sora,
    concordo com as suas palavras, diferente de você eu chorei sim e muito, pelos dois.
    Muitos criticaram o fim do livro, seria hipócrita de minha parte dizer que não gostaria de um Felizes Para Sempre, mas ao mesmo tempo é mais verdadeiro e real assim. Admiro as pessoas capazes de superar tanta dor e ainda querer viver, mas essa é uma escolha de cada um e ninguém deveria questionar isso.

    Parabéns pelo texto. Adoro seu blog.
    Beijo!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  3. é uma história que eu não consigo lembrar sem ter vontade de chorar, apesar de torcer pelo final feliz e milagroso eu de certa forma entendo Will, pois a deficiência não é um fim de vida, mas foi o fim dele, do Will que ele queria ser, mas ao mesmo tempo fico pensando em como exatamente pela sua deficiência ele pode mudar a vida da Lou
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nas primeiras vezes que vi resenhas desse livro depois de lê-lo, eu me arrepiava toda, já querendo chorar que nem idiota. Ainda bem que criei vergonha na cara e isso passou. Eu acho. Hahahaha. Adorei a sua resenha e super concordo, Sora, é preciso dar um bom trato nas cidades pra dar maior acesso aos cadeirantes. Tenho um amigo cadeirante e sempre que saio com ele me dou conta do quão ruim são as calçadas cheias de buracos e falta de local para ele descer para a rua. É bem complicado

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Sora! Eu ainda não li o segundo por ter este mesmo receio, pois na minha opinião poderia ter encerrado a história aqui. Realmente é um livro para pensar sobre vários aspectos da vida.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oi, Sora!
    Acho que Como eu era antes de você é uma história muito amorzinho, apesar de não representar tão bem a vida de um deficiente(experiência diz aqui)!
    Adorei a resenha <3
    Beijos!
    Borboletas de Papel | InstagramFanpageTwitter

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sora!
    Eu gostei do livro também. Assim como você, também me incomodei um pouco, no início, com a protagonista. Mas logo depois fui a compreendendo melhor.
    Eu não quis e nem quero ler a continuação. Creio que não irei gostar e acho que nem merecia ter um segundo livro. Uma amiga minha não curtiu (prefiro não arriscar).
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Amo esse livro e a continuação.
    Te seguindo como Art of life and books, segue o meu blog, tem muita coisa boa.♥
    Art of life and books

    ResponderExcluir
  9. Adorei a conclusão, infelizmente poucos são os que enxergam dessa forma. Cada um sabe o que é melhor para si.
    O final realmente foi libertador, tive a mesma sensação apesar de não desejar o que aconteceu por me identificar demais com o jeito sarcástico do Will. A Lou por diversas vezes me irritou também, mas, nada é perfeito né?!?
    Beijo

    http://muitoamorpelaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Sora!

    Acho que é a primeira vez que leio alguém falando que leu e não chorou. Eu não li o livro, só vi o filme, chorei horrores, mas tb achei o final libertador!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Eu adorei esse livro! E o que eu gosto é exatamente do final que não foi nada do que esperamos. Um livro muito sensível e marcante!
    bjks!

    ResponderExcluir

Olá!
Agradeço muito pelo seu comentário!
Logo irei retribuir sua visita. :)

(Comentários que não estejam relacionados à postagem e contenham apenas propaganda serão excluídos)

Related Posts with Thumbnails