3 de outubro de 2016

A Garota do Calendário: Janeiro

Amor verdadeiro não existe. Passei anos imaginando que existisse. Na verdade, achei que tivesse encontrado. Quatro vezes, para ser mais exata.

Quando vi essa série pela primeira vez, não tive muita vontade de ler. Primeiro, porque é romance erótico, gênero que dificilmente me agrada. Segundo, porque a série tem 12 livros e tenho muita preguiça com séries longas, costumo desistir no meio do caminho.

Porém, adorei a resenha da Michele, do blog O que tem na nossa estante, do 2º livro da série (leia aqui). Achei muito legal como ela falou sobre feminismo e preconceitos na resenha, e isso me convenceu a comprar o primeiro livro. E olha, não me arrependi.

Após seu pai perder todo seu dinheiro - e quase perder a vida - no jogo, Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela recorre a sua tia Millie, que tem uma agência de acompanhantes de luxo. Vamos parar aqui por um segundo: imagina que louco se sua tia tivesse uma agência de acompanhantes?!

Bom, tia Millie faz a seguinte proposta: a cada mês, Mia vai passar seus dias com um homem diferente. O sexo não faz parte do acordo nem é estimulado, mas se acontecer... Bem, ela ganha uma grana mais.

Claro que se o homem em questão for um deus grego, isso facilita muito! E é isso que ela encontra em Wes, um roteirista/surfista de Malibu. Não bastasse ele ser lindo, Wes também é um amor!


O livro é bem curtinho, eu li em duas noites, e acho que eu gostei tanto dele por causa do casal protagonista, que é bem diferente do que costumamos ver em romances desse tipo. Mia é super decidida e bem resolvida em relação ao sexo, tanto que ela entra sem dúvida alguma no negócio da tia. E Wes não aquele macho alfa comum, ele é sedutor mas também sabe ser fofo.

Quando terminei o livro, já queria comprar logo o próximo. Deixe seus preconceitos de lado e embarque com Mia para Malibu!

Outras capas:


Nota:

Related Posts with Thumbnails