30 de novembro de 2016

Quero ver no Brasil: We Are Still Tornadoes

Crescendo na mesma rua, um na frente do outro, Scott e Cath foram melhores amigos durante toda a sua vida. Cath ia ajudar Scott com sua lição de casa de inglês, ele fazia suas fitas cassetes (é a década de 80, afinal), e qualquer briga que tivessem seria esquecida por TV e biscoitos. Mas agora eles se formaram do colegial e Cath está indo para a faculdade, enquanto Scott está em casa perseguindo seus sonhos musicais.

Durante o primeiro ano de separação, as cartas de Scott e Cath ajudam-nos a entender a mágoa, os companheiros de quarto irritantes, o drama familiar e a pressão para descobrir o que fazer com o resto de suas vidas. E através de tudo isso, eles percebem que a única pessoa para quem querem se voltar é um ao outro. Mas isso significa que eles devem ser mais do que amigos? A única coisa que está clara é que a mudança é uma parte inescapável do crescimento. E os amigos que nos ajudam a navegar compartilham um vínculo inabalável.

(Sinopse traduzida por mim do Goodreads)

Eu adoro livros com cartas! Só por isso já gostaria de ler esse livro. Parece ser romântico, interessante... Tudo nele me faz querer ler. Fico na expectativa para que We Are Still Tornadoes (nós ainda somos tornados) seja publicado aqui no Brasil.

28 de novembro de 2016

Stolen

Continuação de Frozen e 2º livro da trilogia Heart of Dread.
Atenção! Esta resenha contém spoilers do livro anterior da série!

Fire in her throat. Fire in her lungs and chest. Nat breathed and the drakon breathed. She exhaled and the drakon exhaled. The drakon roared its fury and the flame was everywhere, a blaze as bright as the noonday sun.

(Fogo em sua garganta. Fogo em seus pulmões e peito. Nat respirou e o drakon respirou. Ela exalou e o drakon exalou. O drakon rugiu sua fúria e a chama estava em toda parte, uma chama tão brilhante quanto o sol do meio-dia.)

Após os eventos do primeiro livro, Nat agora é Anastasia Dekesthalias, a ressurreição da chama, responsável por proteger o Blue junto com seu drakon. Porém, ela ouve um pedido de ajuda de uma amiga, fazendo com que tenha que deixar o lugar pelo qual tanto lutou...

Enquanto isso, Wes está trabalhando como piloto em corridas de carros. Quando recebe uma pista de onde pode estar sua irmã, Eliza, que foi sequestrada quando bebê, ele larga tudo para ir atrás dela. Em breve, os caminhos de Wes e Nat irão se cruzar novamente...


Não gostei de Stolen tanto quanto o livro anterior, mas ainda gostei bastante. A narrativa continua interessante e cheia de ação; porém, o que não gostei foi o clima de "vai-não-vai" entre Nat e Wes. Houve uma tentativa de triângulo amoroso - que só existiu na cabeça de Wes - e isso me irritou bastante. Depois de tanto tempo sem se ver, eu só queria que os dois se beijassem logo, mas eles ficavam se escondendo e fazendo joguinhos.

O final do livro foi surpreendente e aconteceu tanta coisa que fica difícil imaginar como a história vai continuar. Então estou ansiosa para comprar logo o próximo livro, Golden.

Não sei se Stolen já foi publicado no Brasil, mas o primeiro livro da trilogia Heart of Dread foi, pela Editora Bertrand. Então, se ainda não foi publicado, é capaz que logo ele apareça por aqui. Para quem gostou do livro anterior, recomendo.

Outras capas:


Nota:

27 de novembro de 2016

Divulgando: Cela sem portas

Quem aí gosta de livros policiais? \o
Hoje estou passando aqui para divulgar uma novidade nesse gênero. É o lançamento nacional Cela sem portas, de Marcel Trigueiro. Conheçam a sinopse abaixo!

Portador de uma forma rara de esclerose, Miguel consegue mover apenas os olhos, pálpebras e parte da mão direita, o que lhe permite ter um mínimo de independência para portar-se normalmente no mundo cibernético e sair-se relativamente bem na escola. Como ontem foi dia dos professores, Miguel redigiu e sua mãe transcreveu de próprio punho uma pequena carta que pretendem entregar à professora preferida dele, numa singela homenagem, assim que ela chegar para dar aula.

Nessa mesma manhã excepcionalmente quente de primavera, pouco mais de quinze pessoas são feitas reféns por dois homens armados dentro de um ônibus próximo à Lagoa Rodrigo de Freitas. Tirar as vítimas das garras daqueles sequestradores deveria ser competência exclusiva das forças policiais cariocas. Entretanto, depois que a Polícia Civil começa a agir e a imprensa monta seu aparato para que todo o país fique ciente do que está acontecendo, uma fatalidade faz com que o agente federal de Inteligência Matheus Erming entre na operação. A partir daí, a situação vai ficando cada vez mais desesperadora para todos os que acompanham o sequestro.

Para Miguel e sua mãe, que assistem a tudo na escola, o desespero e a sensação de impotência são amplificados quando se deparam com uma dura realidade e uma possibilidade talvez não tão remota. A realidade: a professora não chegará a tempo para a aula. A possibilidade: que aquela carta jamais seja lida.

O e-book está disponível na Amazon. Adicione também ao seu Skoob aqui.

25 de novembro de 2016

Trecho: O Bebê de Bridget Jones

SÁBADO, 7 DE OUTUBRO

4824 calorias (mas estou grávida, então o mundo culinário é meu porto seguro. Embora deva manter distância dos frutos do mar, claro, que são tóxicos para o bebê), 3 torradas (fonte de potássio — ou seria de fibras?), 200 g de queijo (proteína), 3 talos de brócolis (alimento versátil, mas vomitei tudo depois, porque o bebê odeia brócolis), 3 batatas recheadas (o bebê adora, e os fetos têm um conhecimento instintivo daquilo de que precisam).

16h. Acabei de voltar das compras para o bebê. Comprei um macacão pêssego lindo e uma bandana florida na ILoveGorgeous e coloquei na cama com cuidado, como se fosse uma bebezinha. Até pensei em comprar uma boneca para vestir e já ir treinando, mas seria bizarro demais, não? Estou animadíssima, mas ao mesmo tempo me sentindo preguiçosa, sonolenta e distraída, como se estivesse chapada. Ainda não posso contar para ninguém no trabalho. Nem para minha mãe. E preciso pensar na questão do pai. Sem dúvida alguma.

Mas antes vou aproveitar para curtir e desfrutar o momento. Vou ter um bebê!

***

Esse foi um trecho de O Bebê de Bridget Jones, lançamento da Editora Paralela. Eu ainda não li os livros da série, porém vi os dois primeiros filmes e gostei. Vocês acompanham a série?

24 de novembro de 2016

5 de 5ª: Agendas 2017

É, pessoal, o ano já está acabando, e entre um presente de natal e outro logo chega 2017. Outra dia fui com uma amiga querida no shopping e vimos um monte de agendas na papelaria, uma mais linda que a outra. Por isso, separei 5 agendas fofas para quem quer começar o ano com os compromissos organizados!

Quem gosta de comida e preguiça (acho que todo mundo, né?) certamente vai gostar desta do gato mais gordo e querido dos quadrinhos: Garfield!


Falando em quadrinhos, esta agenda do Snoopy é uma gracinha.


Para quem procura algo com uma arte mais delicada, essas da Morehead são lindas!


Os fãs de Disney também tem muitas opções, de princesas aos clássicos Mickey e Minnie.


E se você quer algo mais discreto, essa da B&W é básica mas não deixa de ser bonita.


Vi todas no site da Tilibra.

23 de novembro de 2016

Quero ver no Brasil: Scythe

Em um mundo onde a doença foi eliminada, a única maneira de morrer é ser morto de forma aleatória ("adquirida") por ceifeiros profissionais ("foices"). Citra e Rowan são adolescentes que foram selecionados para serem aprendizes de foices e - apesar de não quererem ter nada a ver com a vocação - eles devem aprender a arte de matar e chegar a compreender a necessidade do que eles fazem.

Apenas um deles será escolhido como aprendiz de foice. E quando se torna claro que a primeira tarefa do aprendiz vencedor será a de matar o perdedor, Citra e Rowan são colocados uns contra os outros em uma luta por suas vidas.

(Sinopse traduzida por mim do Goodreads)

Achei a sinopse do livro meio parecida com Jogos Vorazes... Porém, o autor me fez adicioná-lo a lista de desejos - é o mesmo de Fragmentados, um livro que me surpreendeu e gostei bastante. Vamos torcer para que Scythe (foice) seja publicado aqui no Brasil - junto com o resto da série Fragmentados, que não apareceu por aqui.

21 de novembro de 2016

Jonathan Strange & Mr. Norrell

Alguns anos atrás, na cidade de York, existia uma sociedade de magos. Eles se reuniam na terceira quarta-feira de cada mês e liam ensaios longos e enfadonhos sobre a história da magia inglesa.

Inglaterra, 1806. Trezentos anos antes, um grande mago, chamado Rei Corvo, governou a Inglaterra. Mas ele desapareceu e, com ele, a prática da magia. É então surge um novo mago, o primeiro a realmente praticar magia desde então: Mr. Norrell. Ele acha que é o único praticante de magia na Inglaterra... Mas está enganado. Logo conhece Jonathan Strange, que toma como pupilo.

Fazia tempo que este livro estava parado na minha estante, eu tinha curiosidade para ler, mas tinha um pouco de preguiça de passar por suas 817 páginas. Finalmente, por influência do meu marido (que já tinha lido), peguei Jonathan Strange & Mr. Norrell para ler.

O começo do livro foi um pouco complicado, um personagem é apresentado depois do outro, cada um com um nome estranho, como Mr. Drawlight, Mr. Lascelles, Mr. Segundus... e muitos outros "Misters". Estava difícil diferenciar um personagem do outro. Porém, depois desse estranhamento inicial, acabei me acostumando com a escrita um pouco rebuscada e não queria mais parar de ler.

O livro tem várias passagens que eu achei geniais - sou fã da ironia britância - e vários pontos que li mais de uma vez. É repleto de notas de rodapé, que acrescentam ainda mais informações à história. De fato, há tantas informações e até alguns personagens reais, como Napoleão Bonaparte e o poeta Lord Byron, que até esquecia de que este era um livro de ficção. O mundo criado por Susanna Clarke é muito rico e fiquei sem rumo quando fechei o livro.


Jonathan Strange & Mr. Norrell foi adaptado pela BBC One para uma minissérie de sete episódios. Eu comecei a ver a série após terminar a leitura e estou gostando bastante. É muito bem feita e gostei de ver tudo que a autora descreveu no livro.

Se você gosta de histórias de fantasia, não se deixe intimidar pela grossura do livro. Ele é dividido em três partes, ou seja, é praticamente uma trilogia em um livro só -  o que é ótimo pois não precisamos comprar mais livros. Eu adorei esta história e certamente ela ainda ficará na minha cabeça por um bom tempo.

Outras capas:


Nota:

19 de novembro de 2016

Eu fui: The Art of the Brick


The Art of the Brick é uma exposição que já passou por vários países. Foi criada pelo artista americano Nathan Sawaya, que cria esculturas impressionantes usando apenas peças de Lego - milhares delas! Quando soube que a exposição estaria em São Paulo, logo me programei para ir.


A exposição é dividida em temas e cada escultura conta com uma plaquinha explicando sobre ela, inclusive com a quantidade de peças utilizadas. Eu adorei a exposição. As esculturas impressionam mesmo, eu achei incrível como o artista consegue passar emoções através delas. São o tipo de coisa que é preciso ver ao vivo para acreditar. A maioria é enorme; esta abaixo, por exemplo, era da minha altura.


Havia também uma área com esculturas e "quadros" clássicos, todos muito bem feitos. Eu ficava tentando adivinhar qual era o original antes de ler a placa. Vocês reconhecem a "pintura" abaixo?


A exposição foi na Oca do Parque Ibirapuera. Eu não entendo muito de como me locomover em São Paulo (sou do interior), então fui de ônibus até a rodoviária e depois peguei Uber. Curioso que fazia anos que queria conhecer o Parque Ibirapuera e esse ano já fui lá duas vezes (veja meu passeio anterior aqui). Achei a exposição bem organizada e, como o ingresso é específico para um horário, não peguei fila alguma. Minha única reclamação é em relação aos banheiros, que estava sujos e demandavam manutenção.

A exposição em São Paulo já terminou e foi para o Rio de Janeiro. Para mais informações, visite o site oficial: expo-theartofthebrick.com.br

18 de novembro de 2016

Trecho: O primeiro dia do resto da nossa vida


Na cozinha lá de casa havia um prato pintado à mão que minha mãe tinha comprado durante umas férias em Tenerife. Ele continha os dizeres: Hoje é o primeiro dia do resto da sua vida.

Eu nunca tinha dado atenção àquilo mais do que ao troféu do meu pai que ficava no canto da sala ou ao globo de neve de Nova York que meu irmão Kevin havia nos mandado num Natal, mas, no último dia de férias, não conseguia tirar aquela frase da minha cabeça.

Quando acordei, o interior da barraca estava brilhando, alaranjado como uma lanterna de abóbora. Abri o zíper da porta com cuidado para não acordar Doll e pus a cabeça para fora, em direção à luz ofuscante do dia. O ar ainda estava fresquinho e era possível ouvir o tilintar dos sinos ao longe. Anotei a palavra “plangente” no meu diário com um asterisco do lado para me lembrar de checá-la no dicionário quando chegasse em casa.

Dali do acampamento, a vista de Florença, repleta de abóbadas em terracota e torres de marfim branco que brilhavam contra o céu azul límpido, era tão perfeita que tive uma estranha sensação de melancolia, como se eu já estivesse com saudade de tudo aquilo.


É assim que começa O primeiro dia do resto da nossa vida, de Kate Eberlen. O livro parece ser muito bom, alguém já leu?

Leia mais no site da Arqueiro.

17 de novembro de 2016

5 de 5ª: Séries para ver no Netflix

Oi pessoal! No post de hoje trouxe cinco séries que acompanho ou acompanhei no Netflix. Prepare a pipoca e venha assistir comigo!


Stranger Things foi, para mim, a melhor série de 2016, a única que me deixava com vontade de largar a vida de lado para ficar assistindo. Tem um quê de nostalgia e homenagem aos filmes do Spielberg dos anos 1980, que eu cresci assistindo. Os atores mirins são ótimos!


Terminei as três temporadas disponíveis de Vikings e ainda quero ver mais. Apesar do Ragnar não ser meu personagem preferido, gosto muito de acompanhar a saga dele e dos outros nórdicos.


Meu mais novo vício é Black Mirror, uma série britânica com episódios independentes, cada um contando uma história relacionada ao nosso comportamento em relação a tecnologia. Todos os episódios me deixam sem fôlego e sempre passo meia hora filosofando depois. Vale a pena ver.


Já gostava do Luke Cage na série Jessica Jones, então não pude deixar de assistir a série em que ele é o personagem principal. Gostei bastante da série e de todos os atores, e também estou um pouco apaixonada pelo Luke.


Outra série baseada em quadrinhos que eu estou curtindo é Gotham, com o Batman ainda moleque. Estou no começo da segunda temporada agora e adoro o Jim Gordon, mas meu preferido mesmo é o Pinguim.

Vocês assinam Netflix? Quais séries recomendam?

16 de novembro de 2016

Quero ver no Brasil: Timekeeper

Duas horas estava faltando.

Em um mundo alternativo vitoriano controlado por torres de relógio, um relógio danificado pode fraturar o tempo - e um destruído pode pará-lo completamente.

É verdade que o mecânico de relógios Danny Hart, de 17 anos, sabe disso muito bem; seu pai ficou preso em uma cidade Parada a leste de Londres por três anos. Embora Danny seja um prodígio que pode reparar não apenas um relógio, mas o próprio tecido do tempo, sua fixação em encenar um resgate está rapidamente se tornando uma preocupação aos seus superiores.

E assim eles o enviam para Enfield, uma cidade onde a torre parece estar sempre atormentada com problemas. O novo aprendiz de Danny o irrita e intriga, e apesar do menino estar ansioso para trabalhar, ele mantém uma distância secreta. Danny logo descobre o porquê: ele é o espírito do relógio da torre, um ser mítico que supervisiona o tempo de Enfield. Embora os meninos fiquem juntos por causa de sua solidão, Danny sabe que se apaixonar por um espírito do relógio é proibido, e significa arriscar tudo o que ele lutou para conseguir.

Mas quando uma série de atentados em torres próximas ameaçam Parar mais cidades, Danny tem que correr para evitar que Enfield se torne o próximo alvo ou ele não só vai perder seu pai, mas o menino que ama, para sempre.

(Sinopse traduzida por mim do Goodreads)

Que louca essa história!!! A capa me atraiu em primeiro lugar, mas foi a sinopse que me fez querer ler esse livro. Estou torcendo para quem Timekeeper (guardião do tempo) chegue aqui no Brasil!

15 de novembro de 2016

Lançamentos Harlequin - Novembro/2016

Oi pessoal, todo mundo aproveitando o feriado? Que tal  conhecer os destaques do mês pela Harlequin? As capas estão lindas *-*


14 de novembro de 2016

Sorteio: Louco Por Você

Nell e Kyle são amigos desde a infância. Sempre fizeram tudo juntos, então ela nem se lembra de quando se tornaram realmente um casal. Quando Kyle morre da forma mais repentina, o mundo de Nell é lançado em um abismo de incertezas e dor. É quando Nell conhece Colton, irmão de Kyle e até então um completo desconhecido para ela.

Estranhamente, é como se Colton a conhecesse há muito tempo... é como se ele a conhecesse por dentro. Ambos passam, então, a lutar para seguir em frente da melhor maneira possível. Nell, sufocada pelo peso da culpa.Colton, lutando contra a força que o arrasta em direção a ela... Cada um à sua maneira, os dois precisam desesperadamente encontrar o sentido da cura e do perdão.

Em Entre a paixão e a dor, Jasinda Wilder combina o calor do desejo com a angústia, a perda da inocência, o luto e as tentativas de recomeço. O resultado é uma viagem ao mesmo tempo sensual e melancólica que ficará gravada em sua pele muito tempo depois que esta história terminar.

Um ganhador irá receber o livro Louco por você, de Jasinda Wilder, publicados pela Novo Conceito + marcadores diversos.

Leia as regras e se inscreva pelo Rafflecopter abaixo ;)

Regras:

1. Possuir endereço de entrega no Brasil.

2. Inscrever-se até 25/11/2016 23:59:59, de acordo com os passos descritos no Rafflecopter abaixo. Os únicos passos obrigatórios são: cadastrar-se com o nome e e-mail e comentar neste post. Todos os outros são opcionais.

3. O resultado será divulgado nesta mesma postagem em até 5 dias úteis após o término das inscrições. O vencedor será avisado por e-mail e terá 48 horas para responder o contato. O prêmio será enviado pelo blog Meu Jardim de Livros em até 45 dias após a divulgação do resultado. Informaremos o código de rastreio dos Correios e será responsabilidade do ganhador fornecer seu endereço corretamente e assegurar-se de que haja alguém em casa para receber a encomenda. Não nos responsabilizamos por danos, demora ou extravios durante o transporte. Esta atividade é recreativa e a participação é voluntária e gratuita. Ao se inscrever, o participante declara concordar com as regras aqui descritas.

a Rafflecopter giveaway

Sorteio realizado em 26/11/2016

12 de novembro de 2016

Reiniciados

Estranho.
Tudo bem, não tenho muita experiência nisso para embasar este julgamento. Posso ter dezesseis anos, não ser lenta, ou retardada, nem ter sido trancada num armário desde o nascimento - até onde eu saiba -, mas ser transformada numa Reiniciada faz isso com você. Deixa a pessoa vazia de experiências.

Kyla é uma Reiniciada. Ela não sabe o que fez, pode ter sido uma criminosa, terrorista ou simplesmente ter irritada alguém. Mas suas memórias foram apagadas e agora ela tem uma nova chance, um recomeço. Isso se seguir as regras.

Ela vai morar com seus novos pais e sua nova irmã - também uma Reiniciada. Porém, ela tem dificuldade em se adaptar. Parece que algo está errado e não se encaixa. Ela começa a ter visões de seu passado, o que deveria ser impossível para um Reiniciado. E elas podem levá-la a ter problemas...

Depois de Jogos Mentais, fiquei com vontade de ler mais livros da autora, Teri Terry. Por isso, decidi solicitar este livro à editora, já que havia lido várias resenhas positivas sobre ele.

Eu não sabia que iria gostar tanto assim de Reiniciados! A história de Kyla é cercada de mistérios e segredos e, como o livro é contado em primeiro pessoa, vamos desvendando-os devagar, junto com ela. Por isso, não quero escrever mais nada sobre a história, o legal é ir descobrindo aos poucos mesmo.  E olha que a narrativa é daquelas que não dá vontade de parar de ler.


Porém, posso dizer que a história toda dos Reiniciados é interessante e também um pouco assustadora, pois significa que, se você não seguir as regras, eles podem pegar sua vida e jogá-la inteira fora, lhe obrigando a começar uma nova vida.

O final do livro é tenso e não sei o que esperar dessa história. Felizmente não vou precisar esperar muito, pois toda a trilogia já foi publicada no Brasil. Se você gosta de distopias, recomendo!

Outras capas:


Nota:

Livro cedido para resenha pela Farol Literário.

10 de novembro de 2016

5 de 5ª: Arqueiro & Sextante - Novembro/2016

Oi pessoal! Para o post de hoje eu separei os 5 lançamentos do mês pelas editoras Arqueiro e Sextante que são mais desejados por mim. Será que vocês compartilham da minha lista de desejos?

Com mais de 400 mil livros vendidos no Brasil, Mitch Albom mistura ficção e personagens reais – uma espécie de Forrest Gump da música – para contar uma história emocionante e surpreendente sobre o talento e as conexões que criamos com as pessoas à nossa volta.

O último livro da série os Bridgertons, que tem mais de 500 mil exemplares vendidos no Brasil.
E viveram felizes para sempre traz a sequência dos oito livros da série e um conto sobre Violet, a mãe dos Bridgertons.

No livro que encerra a trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta Ryder Montgomery, que, ao tentar driblar o amor refugiando-se no trabalho, acabou sendo surpreendido pelo sentimento mais nobre e profundo que já teve.

Que tal celebrar a magia do Natal enchendo estas páginas de cores e alegria? Entre neste universo encantado, repleto de delicados flocos de neve, casinhas de gengibre e enfeites cheios de detalhes, e deixe-se contagiar pela energia das festas de fim de ano.

Conheça os fundamentos da atenção plena em mais de 30 exercícios simples, que podem ser feitos em 5 ou 10 minutos.
Reconecte-se. Esteja presente. Viva o agora.

9 de novembro de 2016

Quero ver no Brasil: Last Seen Leaving

A namorada de Flynn desapareceu. Como ele poderia descobrir seus segredos, sem revelar seus próprios?

A namorada de Flynn, January, sumiu. Os policiais estão fazendo perguntas que não pode responder, e seus amigos estão contando histórias que não batem. Todos os olhos estão sobre Flynn - sendo o namorado, ele deve saber algo.

Mas Flynn tem seu próprio segredo. E, enquanto ele luta para descobrir a verdade sobre o desaparecimento de January, ele também deve enfrentar a verdade sobre si mesmo.

(Sinopse traduzida por mim do Goodreads)

Esse é o tipo de sinopse que não fala quase nada, mas que já me deixa curiosa para ler o livro. Como quero saber o que aconteceu com January - e com Flynn, que também está escondendo alguma coisa - ficarei na torcida para que Last Seen Leaving seja publicado aqui no Brasil.

7 de novembro de 2016

O Feiticeiro de Terramar

A ilha de Gont, uma montanha solitária cujo cume está 1,5 quilômetro acima do tempestuoso mar Nordeste, é uma região famosa por seus feiticeiros. (...) Destes, alguns dizem que o maior feiticeiro e, sem dúvida, o maior viajante foi o homem chamado Gavião, que em sua época se tornou ao mesmo tempo Senhor dos Dragões e arquimago.

O Feiticeiro de Terramar é uma história de fantasia. Acompanha a vida de Ged, um menino pobre que vivia na ilha de Gont e sempre se interessou por magia. Ele começa a praticar com a ajuda da feiticeira da ilha, para depois ingressar em uma escola de magos, ficando assim cada vez mais poderoso. Mas ele logo irá aprender que seus poderes também trazem responsabilidades...

Eu nunca havia lido um livro da Ursula K. Le Guin, mas como sei que ela é uma das autoras de fantasia e ficção científica mais importantes da literatura, quando vi que esse livro ia ser lançado pela Editora Arqueiro logo quis ler.

Valeu a pena esperar por esta nova edição, pois a tradução está impecável, como costuma ser com os títulos da editora. Gostei bastante de acompanhar a história de Ged, ou melhor, Gavião (nunca revele seu verdadeiro nome a ninguém, pois ele tem poder!). É possível perceber como ele cresce durante a trama, deixando de ser um garoto que não tem muito cuidado com a magia, para se tornar um feiticeiro poderoso.


O livro foi publicado originalmente em 1968. Eu achei curioso que, apesar do público alvo ser infanto-juvenil, a linguagem é bem mais culta do que os livros que vemos hoje para esse mesmo público, além de ter mais descrições do que diálogos. Por isso, em alguns momentos, principalmente do meio para o final, achei o livro um pouco cansativo.

A série Ciclo Terramar conta com mais quatro livros e sete contos. Espero que continuem lançando a série, pois quero continuar acompanhando a jornada dos feiticeiros Ged e seu amigo Vetch.

Outras capas:


Nota:

Livro cedido para resenha pela editora Arqueiro.

5 de novembro de 2016

Trecho: Depois daquela montanha


OI...

Não sei bem que horas são. Este treco deve registrar. Acordei faz uns minutos. Ainda está escuro. Não sei quanto tempo fiquei apagado.

A neve entra pelo para-brisa. Está congelada no meu rosto. É difícil piscar. Parece tinta seca nas minhas bochechas. Só não tem é gosto de tinta seca.

Estou tremendo de frio... e é como se houvesse alguém sentado no meu peito. Não consigo respirar. Talvez tenha quebrado duas ou três costelas. Talvez esteja com pneumotórax.

O vento aqui em cima é contínuo, faz força contra a cauda da fuselagem... ou o que restou dela. Alguma coisa acima de mim, talvez um galho, está batendo no vidro. O som é de unhas arranhando um quadro-negro. E entra mais frio pelas minhas costas. Onde ficava a cauda do avião.

Sinto cheiro de gasolina. Acho que as duas asas ainda estavam bem cheias de combustível.

Tenho a sensação de que vou vomitar.


É assim que se inicia o livro Depois daquela montanha, de Charles Martin, que já é considerado o novo rei dos livros românticos. O lançamento já se encontrada nas livrarias, pela Editora Arqueiro.

Alguém já leu? O que achou?

3 de novembro de 2016

5 de 5ª: Lançamentos Harlequin de Outubro/2016

Outubro já se foi, mas só agora os lançamentos da Harlequin foram divulgados... Então ainda dá tempo de encontrar seu livro esperado nas bancas e no site. Eu separei aqui os 5 lançamentos que mais me chamaram a atenção.

O livro que mais quero ler é Leis da Atração, pois faz parte de uma série que estou gostando. E vocês?

2 de novembro de 2016

Quero ver no Brasil: Holding Up the Universe

Todo mundo acha que conhece Libby Strout, a menina uma vez apelidada de "a garota mais gorda da América". Mas ninguém enxerga além de seu peso para conhecer quem ela realmente é. Após a morte de sua mãe, ela fica na privacidade de sua casa, lidando com seu pai com o coração partido e sua própria dor. Agora, Libby está pronta: para o ensino médio, novos amigos, para o amor, e para cada possibilidade que a vida possa oferecer. 

Todo mundo pensa que conhece Jack Masselin também. Sim, ele é arrogante, mas também domina a arte impossível de dar às pessoas o que elas querem, de se encaixar. O que ninguém sabe é que Jack tem um novo segredo: ele não consegue reconhecer rostos. Mesmo seus próprios irmãos são estranhos para ele. Ele é o cara que pode reconstruir qualquer coisa, mas ele não pode entender o que está acontecendo com o funcionamento interno do seu cérebro. Assim, ele diz a si mesmo para ficar calmo: Seja encantador. Ser hilariante. Não fique muito perto de ninguém.

(Sinopse traduzida por mim do Goodreads)

Uma vez assisti um filme de suspense chamado Visões de um crime, no qual a protagonista não conseguia reconhecer rostos. Achei que era ficção, mas depois li que isso realmente acontece com algumas pessoas. Esse livro me lembrou desse filme e dessa situação curiosa - e assustadora. Como já existe um livro da Jennifer Niven publicado no Brasil (Por lugares incríveis, que ainda não li), espero que Holding Up the Universe  também apareça por aqui.

* Editado *

Acabei de ver no blog Moonlight Books que o livro será publicado aqui no Brasil, pela Editora Seguinte. \o/
Related Posts with Thumbnails