29 de março de 2017

Trecho: Quando a bela domou a fera


Garotas bonitas em contos de fadas são tão comuns quanto areia na praia. Leiteiras de pele branca e rosada andam ao lado de princesas de olhar sonhador e, se contássemos os olhos brilhantes de cada donzela, teríamos uma galáxia inteira de estrelas cintilantes.

Esse brilho torna ainda mais triste o fato de que mulheres reais raramente se igualam aos seus equivalentes fictícios. Elas têm dentes amarelados, ou manchas na pele. Têm a sombra de um bigode, ou um nariz tão grande que um rato poderia esquiá-lo.

É claro que há mulheres bonitas, mas mesmo estas estão propensas a todas as mazelas “a que a carne é sujeita”, como lamentou Hamlet há muito tempo.

Em suma, é rara a mulher que, de fato, ofusca o brilho do sol. Ainda mais uma mulher com dentes perolados, voz de cotovia e um rosto tão lindamente esculpido que os anjos chorariam de inveja.


Esse foi um trecho do livro Quando a bela domou a fera, de Eloisa James, lançamento da editora Arqueiro! Leia o trecho completo no site da editora.
Related Posts with Thumbnails