29 de maio de 2017

Em Nossa Próxima Vida

A última vez em que estiveram juntos foi tarde da noite e estavam sendo seguidos.
- Está acontecendo de novo - disse Kate, arrependendo-se na mesma hora. Matthew não respondeu, apenas apertou a mão dela com um pouco mais de força. Kate sabia o que aquilo significava. Iam morrer.

Em Nossa Próxima Vida conta a história de amor de Kate e Matthew, em quatro períodos diferentes.

Em 1745, Kate é uma nobre e Matthew é um criado, em Carlisle, Inglaterra. Em 1854, Kate se disfarça de homem para trabalhar ao lado de Matthew, um repórter que irá cobrir a situação das tropas inglesas na guerra. Em 2019, eles são dois cientistas, que foram mortos e acusados de terrorismo. E, em 2039, eles são dois estudantes universitários, que acabaram de se conhecer - mas sentem que se conhecem há muito tempo.

A premissa do livro é ótima. Quando iniciei a leitura, não sabia se o livro era sobre viagens no tempo ou vidas passadas, mas logo mergulhei na história de Kate e Matthew. Meu período preferido foi 1854 - adorei como a Kate era desafiadora em relação às regras ditadas às mulheres de sua época. Já o casal de 2019 eu detestei. Os dois eram muito infantis, a ponto de ser forçado. Não eram nada condizentes com os cientistas geniais que todo mundo diziam que eram.

Créditos: Alice Oseman

Eu gostei bastante da narrativa e estava louca para chegar logo ao final para saber por que diabos existiam quatro Kates e Matthews em diferentes lugares no espaço-tempo. Porém, ao chegar no final, a decepção: o livro termina corrido, sem dar explicação alguma! Isso porque tem um segundo livro, The Last Beginning (inédito no Brasil). Achei muita sacanagem o livro não dar indicação alguma de ser uma série, na sinopse ou na capa.

Apesar de ter gostado do livro (exceto pelo final e pelo casal de 2019), lendo a sinopse da continuação ela não me atraiu. Uma pena Em Nossa Próxima Vida ter terminado assim, pois a história prometia ser melhor que isso.

Outras capas:


Nota:

Related Posts with Thumbnails