17 de agosto de 2017

Quero ver no Brasil: Agosto/2017

Oi pessoal! Hoje é dia de conferir os quatro lançamentos internacionais que mais me chamaram a atenção neste mês!


* Magia e família são os principais temas de Wicked like a wildfire (Perverso como um incêndio). Iris e Malina são duas irmãs que, após a morte de sua mãe, descobrem uma maldição que assombra sua família.

* Baseado em clássicos do terror e ficção científica, esta é a história de um notável grupo de mulheres que se reúnem para resolver uma série de assassinatos terríveis. The Strange Case of the Alchemist's Daughter (O estranho caso da filha do alquimista) conta com nomes conhecidos como Dr. Jekkyll & Mr. Hyde, Sherlock Holmes e Frankenstein.

* Este é um livro infantil, mas que eu quero com certeza. The X-Files: Earth Children Are Weird (Arquivo X: Crianças terrestres são estranhas) é um livro ilustrado contando com pequenos Mulder e Scully resolvendo um caso ao acamparem no quintal.

* Apesar desta personagem ter aparecido pouco até agora, fiquei muito curiosa pela história dela. Isso será resolvido em Star Wars: Phasma, que pretende contar a origem da misteriosa capitã.

Quais livros vocês querem que sejam publicados aqui no Brasil?

14 de agosto de 2017

American Horror Story: Freak Show


Freak Show é o título da quarta temporada da série American Horror Story. Cada temporada conta uma história independente de terror. Confira as resenhas das temporadas anteriores:

1. Murder House
2. Asylum
3. Coven

Como o próprio título diz, esta temporada conta a história de um circo de horrores, em 1952, na Florida. Nessa época, esse tipo de circo era famoso por mostrar pessoas com deformidades e outros problemas genéticos.

Apesar de considerarmos isso hoje como totalmente incorreto, na época as pessoas tinham muito preconceito com esses seres (humanos). Isso é mostrado na série e foi o que achei mais triste. Também foi a temporada que mais gostei até agora, pois mostrava um sentimento de família e amizade muito forte entre os freaks.

Sempre digo que a melhor parte dessa série são os atores e atrizes, que acho sensacionais. Nesta temporada, temos as participações especiais de Michael Chiklis, como o homem mais forte do mundo, e Neil Patrick Harris como um mágico e ventríloquo fracassado. Mas o melhor ator, na minha opinião, foi Finn Wittrock. Ele me fez odiar com todas as forças o personagem que interpreta, Dandy, um cara mimado com tendências assassinas.

Freak Show conta também com alguns freaks de verdade - sim, nem todos são maquiagem e efeitos especiais. A pequena Ma Petite é interpretada por Jyoti Amge, que está no Guinness por ser a menor mulher do mundo, assim como outros atores são retratados com suas próprias deficiências.


Enfim, esta temporada foi, para mim, muito mais drama que terror. Apesar de ter um palhaço assassino no meio e alguns elementos sobrenaturais, eu me senti como parte da família dos freaks. Adorei e recomendo.

10 de agosto de 2017

A Escolha dos Três (releitura)

2º livro da série A Torre Negra.
Atenção! Esta resenha contém spoilers do livro anterior da série!

Leia a resenha do livro anterior:
1. O Pistoleiro

Três. Este é o número do seu destino.
Três?
Sim, o três é místico. O três está no coraçao do mantra.

Após seu encontro com o Homem de Preto no deserto, Roland já sabe qual seu próximo passo em direção à Torre Negra: encontrar três portas, e com elas três pessoas que irão ajudá-lo a atingir seu objetivo. São elas: o Prisioneiro, a Dama das Sombras e a Morte.

O segundo livro da série já começa com Roland se ferrando MUITO. Em uma praia ele é atacado pelas lagostrosidades - monstros parecidos com lagostas que saem do mar - e perde vários dedos. Isso poderia ser fatal para um homem qualquer, mas não é páreo para o nosso pistoleiro.

Eu gostei bastante de reler este livro, pois pude passar por vários detalhes que já havia esquecido. Uma cena que me diverti bastante foi quando Roland conhece Eddie e fica abismado com o fato do mundo dele (o nosso mundo) possuir papel e açúcar por toda parte. Como diz Roland (e eu concordo): quem precisa de cocaína quando se tem açúcar?

A Escolha dos Três continua a saga A Torre Negra, com novos personagens, que aposto que também irão lhe cativar. Já quero reler logo o próximo livro para passar mais tempo com Roland, Eddie e Odetta (a Detta eu dispenso).

Só assuma riscos aceitáveis. E procure minimizar os outros. Em outras palavras, escore sempre a maçaneta com uma cadeira.

Outras capas:


Nota:

7 de agosto de 2017

Cartas para uma falsa dama

O olhar de Francesca se fixou em seu anel de carimbo, o anel que Tristan lhe dera no dia do casamento. Um nó se formou em sua garganta. (...) Tristan era um homem incrivelmente lindo, a ponto de ser chamado com frequência de Tristan le Beau; Tristan, o belo. Infelizmente para Franscesca, a imagem dele não desaparecera com o tempo; ela não fora capaz de esquecê-lo.

Ano 1176, condado de Champanhe, França. Há dois anos, Tristan deixou sua esposa, Francesca, para defender o ducado da Bretanha. Ela lhe escreveu por todo esse tempo, mas suas cartas nunca tiveram resposta. Agora, Tristan está de volta. Será que os dois irão se reconciliar depois de tanto tempo sem se falarem?

Fazia algum tempo que não lia um romance histórico que me prendesse, e gostei bastante de Cartas para uma falsa dama. No começo já senti compaixão pela Francesca. Ela era apaixonada pelo marido, mesmo tendo convivido pouco com ele, e se sentia muito triste por achar que ele havia ignorado todas as suas cartas.

Nesse momento, claro, pensei que Tristan seria um ordinário. Mas depois aprendemos que não, que havia um motivo para que ele não recebesse as cartas da esposa e que ele também a amava profundamente.

O amor entre os dois é muito forte e permeia todo o livro, mas sem ser meloso ou enjoativo. Também há outros tipos de amor, como o de Francesca pelo homem que a criou como filha, sem saber que ela não era sua filha biológica, e vice-versa.

Cartas para uma falsa dama é o 5º livro de uma série, chamada Cavaleiros de Champanhe. Não sei por que a editora resolveu publicar este primeiro, mas eu não li os anteriores e também não senti falta. É uma história independente e fechada. Recomendo para quem gosta de históricos com um belo romance.

Outras capas:


Nota:

Livro cedido para resenha pela Harlequin.

3 de agosto de 2017

Resumo do Mês: Julho/2017

Oi pessoal! Tudo bem com vocês?

Julho foi um mês meio entediante, que demorou para passar... Foi assim com vocês também?

* Leituras: Este mês consegui ler cinco livros, de gêneros variados (sendo uma releitura), e dois quadrinhos!


* Compras: Comprei algumas coisinhas de papelaria (adesivos, post it e washi tape) na Minimalices, e também comprei uma fonte de água para os meus gatos na Cat Club.


* Resenhas do mês:

* Mais posts:

Minha leitura, ou melhor, releitura preferida deste mês foi A Escolha dos Três, do Stephen King. O que vocês leram de bom?
Related Posts with Thumbnails