18 de setembro de 2017

A Garota das Laranjas

Meu pai morreu há onze anos. Na época, eu nem havia completado quatro. Não esperava voltar a ter notícia dele, no entanto agora nós estamos escrevendo um livro juntos.

O adolescente Georg encontra uma carta que estava escondida há onze anos. Ela foi escrita pelo seu pai, que morreu quando ele tinha apenas quatro.

O livro mistura a narrativa de Georg, em primeira pessoa, com a carta. Essa carta é, basicamente, uma declaração de amor. O pai conta como conheceu a garota das laranjas, uma menina que lhe intrigou por anos. Lendo a carta, Georg começa a questionar coisas sobre sua própria vida que nunca havia pensado.

Eu adoro os livros do norueguês Jostein Gaarder - recentemente publiquei aqui no blog a resenha do livro A Biblioteca Mágica de Bibbi Bokken. Porém, não achei A Garota das Laranjas tão mágico e interessante quanto os outros que li.

A carta do pai de Georg é enrolada e cansativa, pois dá voltas e voltas em torno do mesmo assunto. Eu não aguentava mais ouvir falar da garota das laranjas. E, quando ela finalmente reapareceu, fez algo que só me deixou com raiva dela.

No final, o livro todo é uma história de amor - de um homem por uma mulher e pelo filho. É uma história bonitinha e de escrita fácil, mas que não conseguiu me prender.

Outras capas:


Nota:

Related Posts with Thumbnails