25 de setembro de 2017

As Terras Devastadas (releitura)

3º livro da série A Torre Negra.
Atenção! Esta resenha contém spoilers dos livros anteriores da série!

Resenhas anteriores:
1. O Pistoleiro
2. A Escolha dos Três

Era a terceira vez dela com munição de verdade... e a primeira vez a sacar do coldre que Roland lhe preparara.

Eddie, Susannah e Roland continuam sua jornada rumo à Torre Negra. Ao mesmo tempo, na Nova York dos anos 1970, Jake Chambers procura um modo de retornar ao Mundo Médio.

Esse livro é uma verdadeira viagem! O ka-tet de Roland passa por diversos lugares diferentes, até encontrarem um modo de transporte mais rápido, que irá levá-los para mais perto da Torre. Esse transporte é um dos personagens mais assustadores e memoráveis dos livros do King: o Mono Blaine, um trem com inteligência artificial que gosta de enigmas. Também somos apresentados ao Oi, um bichinho que conquistou meu coração assim que surgiu.

Eu reli este livro na mesma semana em que assisti o filme no cinema, e não pude deixar de fazer comparações, principalmente em relação aos pais de Jake. No livro, os dois pais dele estão vivos mas eles não estão nem aí para ele - para vocês terem noção, o pai é viciado em cocaína e paga um colégio caro só para não ter que lidar com o próprio filho. Por isso, Jake não pensa duas vezes em deixar seu mundo para trás para se juntar a Roland, Eddie e Susannah.


O único ponto negativo do livro são os problemas de tradução, que poderiam ser solucionados com simples buscas no Google. Vou deixar os enigmas de lado porque dependem muito de jogos de linguagem (apesar que o enigma da porta ficou muito esquisito, valia uma nota de rodapé explicando o original). O erro mais bizarro é um lugar chamado Tower of Power Records, que traduziram como... "Torre da Power Records". Era só procurar no Google para ver que é uma homenagem a uma banda americana da década de 1970, não tem nada a ver com torre.

Felizmente, os erros são poucos e não são suficientes para tirar a magia da narrativa do King. Como eu já tinha os livros em português (publicados pela editora Objetiva no início dos anos 2000), estou relendo assim mesmo, mas esse tipo de coisa me faz cada vez mais estudar e ler em inglês.

Outras capas:


Nota:

2 comentários:

  1. Oi Sora! Pelo visto o filme é mesmo bem diferente. Eu quero ler a série, mas só ano que vem, este ano já tem outros do King na meta.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. oi cida, o king como sempre arrasando no terror e suspense
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Agradeço muito pelo seu comentário!
Logo irei retribuir sua visita. :)

(Comentários que não estejam relacionados à postagem e contenham apenas propaganda serão excluídos)

Related Posts with Thumbnails