27 de novembro de 2017

The Strange Case of the Alchemist's Daughter

Mary leaned forward and stared into the fire. She did not quite know how to ask… but directly was always best. She turned to Mrs. Poole and said, “What do you remember about Edward Hyde?”

(Mary inclinou-se para a frente e olhou para o fogo. Ela não sabia como perguntar ... mas diretamente era sempre melhor. Ela se virou para a Sra. Poole e disse: "O que você lembra sobre Edward Hyde?")

Quando soube do lançamento deste livro nos EUA, logo o adicionei à minha wishlist (falei dele em agosto, aqui). Afinal, tanto a capa quanto a sinopse haviam me chamado a atenção.

A história começa acompanhando Mary Jekyll, após a morte de sua mãe. Há a suspeita de que Edward Hyde tenha reaparecido e cometido um assassinato, e Mary quer capturá-lo para ganhar a recompensa, pois após a morte dos pais ela ficou afundada em dívidas. A partir daí, juntam-se ao enredo outros personagens conhecidos da literatura: Moreau, Sherlock Holmes, Frankenstein, entre outros.

Parecia ser uma ótima história, certo? Mas o desenvolvimento dela foi péssimo e saí decepcionada.

Para começar, o livro é como se tivesse sido escrito por Catherine Moreau, uma das protagonistas. Mas o jeito que a própria personagem é descrita não parece ter sido escrito por ela! A autora deveria ter mantido a história em terceira pessoa apenas, sem inventar que foi a personagem que escreveu.

Algo que me incomodou demais é que a narrativa é toda hora interrompida pelas personagens "dando pitaco" na história. Como eu ouvi o audiobook, essas interrupções atrapalhavam demais, pois aconteciam do nada e só depois de alguns segundos dava para perceber que eram esses diálogos. E todos inúteis, sem agregar nada à história. (vocês podem ler o 1º capítulo em tor.com para entender)

Outro problema do livro é que, sendo protagonizado por diversas personagens femininas, esperava que elas fossem as grandes heroínas da trama. Outra decepção! Mary não consegue resolver nada sem os notáveis Sherlock Holmes e Dr. Watson.

The Strange Case of the Alchemist's Daughter é a prova de que uma boa capa e uma boa sinopse nem sempre são garantias de um bom conteúdo. A história parecia interessante, mas sua execução deixou muito a desejar.

Nota:
Related Posts with Thumbnails