14 de dezembro de 2017

Desafio

O peso da piedade que eles sentem parece ser uma pedra amarrada ao redor do meu pescoço. Sinto isso quando me observam brevemente pelo canto do olho, a pele enrugada entre as sobrancelhas franzidas, os sussurros apressados que ecoam pelo céu roxo e acinzentado do crepúsculo como pequenas adagas que arrancam sangue das suas vítimas.

Depois que o Maldito saiu de dentro da terra para aterrorizar a todos, as pessoas se fecharam em cidadelas, cercadas por grandes muralhas. Rachel, de 16 anos, mora em Baalboden com seu pai, Jared, que trabalha como mensageiro. Um dia, porém, ele não retorna de uma de suas tarefas.

Em Baalboden, nenhuma mulher pode andar sozinha. À Rachel logo lhe é assinalado um Protetor: Logan, de 19 anos, que também era o aprendiz de seu pai. Com capítulos alternados entre Rachel e Logan, a história começa com os dois planejando, cada um à sua maneira, um modo de sair da cidade e encontrar Jared.

A capa desse livro é linda e a história também parecia ser interessante, meio distopia e meio fantasia. A primeira metade não me empolgou, demorou muito para começar a acontecer alguma coisa na história. Quando ela finalmente me envolveu e comecei a simpatizar com Rachel e Logan, senti que não ia dar tempo de terminar.

E... realmente não deu, o livro não tem final. É o primeiro de uma trilogia e termina bem quando a ação realmente engrena. Infelizmente, não havia qualquer indicação de que era uma série nas capas do livro. Se eu soubesse nem teria começado, pois foi mais uma série que a Novo Conceito desistiu de publicar. Além disso, senti que não tinha tanta história assim para contar; dava para ter feito uma narrativa mais dinâmica e terminado em um livro só.

Desafio tem uma história interessante, mas que demora para começar e infelizmente não tem final. A segunda metade do livro foi boa, mas não recomendaria porque vocês também vão ficar frustrados quando ela terminar.

Outras capas:


Nota:

Related Posts with Thumbnails