31 de janeiro de 2017

Aviso: Mudanças no blog


Oi pessoal! Tudo bem com vocês?

Este post é só para avisar que, a partir dessa semana, o blog terá alguns posts a menos. Estou querendo me dedicar a alguns outros projetos pessoais, e para isso preciso dar uma diminuída na quantidade de posts. Quem também tem blog sabe como a gente gasta tempo pensando e escrevendo posts. É um tempo que a gente gasta com felicidade, claro, mas estou precisando de tempo para outras coisas também.

Por isso, não vou fazer novas parcerias ou divulgações de autores. As colunas de quarta e quinta-feiras (Quero ver no Brasil e 5 de 5ª) estão suspensas. Claro que vou continuar trazendo novidades e outros posts legais para vocês, mas com menos frequência.

Agradeço muito a todos que acompanham o blog e espero que entendam.

Muito obrigada!

Créditos da imagem original: theenchantedcove.tumblr.com

29 de janeiro de 2017

Trecho: Escândalos na Primavera



– Tomei uma decisão sobre o futuro de Daisy – anunciou Thomas Bowman para a esposa e a filha. – Embora nós, Bowmans, não gostemos de admitir uma derrota, não podemos ignorar a realidade.

– Que realidade, pai? – perguntou Daisy.

– De que você não foi feita para a aristocracia britânica. Obtive baixa taxa de retorno em meu investimento na sua busca por um marido. Sabe o que isso significa, Daisy?

– Que sou um mau investimento? – Daisy tentou adivinhar.

Ninguém diria que Daisy era uma moça de 22 anos. Pequena, esguia e com cabelos escuros, ainda tinha a agilidade e a exuberância de uma criança, enquanto outras mulheres já se tornavam ajuizadas matronas. Sentada com as pernas sobre o assento, ela parecia uma boneca de porcelana abandonada no canto do sofá. Irritava Bowman ver a filha segurando um livro no colo com um dedo marcando a página. Obviamente ela mal podia esperar que ele terminasse de falar para que pudesse retomar a leitura.

Aposto que vocês leitores, assim como eu, já se identificaram com a Daisy! Escândalos na Primavera é o último livro da série As Quatro Estações do Amor, de Lisa Kleypas. Leia mais no site da Arqueiro.

28 de janeiro de 2017

A Garota do Calendário: Março

3º livro da série A Garota do Calendário. Esta resenha NÃO contém spoilers dos livros anteriores da série.

Resenhas anteriores:
1. Janeiro
2. Fevereiro

No exato instante em que meus pés tocaram o chão da área de desembarque no aeroporto de Las Vegas, fui esmagada entre duas formas: uma alta e magra, a outra pequena e firme. Minhas narinas foram invadidas pelo cheiro de chiclete de menta e cereja quando os dois corpos se enroscaram no meu, saltitando e gritando.

Depois de uma passada rápida em Las Vegas para rever sua amiga Gin e sua irmã Maddy, Mia parte para Chicago, onde vai trabalhar para o belo Anthony Fasano.

Pensa num homem perfeito: alto, musculoso, moreno, dono de um restaurante italiano (a melhor comida, na minha opinião). Anthony é a imagem de um deus e Mia fica intrigada por que motivo ele a teria contratado, já que ele poderia ter qualquer mulher que quisesse. Ele precisa que ela finja que os dois estão namorando, pois ninguém em sua família sabe que ele é gay e praticamente casado com seu melhor amigo.


Pensa em dois homens fofos!!! Anthony e Hector formam um casal lindo e, junto com Mia, um ótimo trio de amigos. Os três saem juntos e conversam muito. Mia tenta a todo custo lutar pelo amor dos dois.

Eu não havia gostado muito de Fevereiro, mas posso dizer que Março foi meu mês favorito até agora. A história não focou só em sexo, mas também falou de amor e preconceito. Fico até torcendo para que Anthony e Hector apareçam de novo em algum momento, pois adorei esse casal. Vamos ver o que Abril irá trazer!

Outras capas:


Nota:

25 de janeiro de 2017

Quero ver no Brasil: The Bear and the Nightingale

Na beira da vastidão russa, o inverno dura a maior parte do ano e as nevascas são mais altas do que as casas. Mas Vasilisa não se importa - ela passa as noites de inverno aconchegadas em torno das brasas com seus irmãos amados, ouvindo os contos de fadas de sua aia. Acima de tudo, ela ama a história arrepiante de Frost, o demônio de olhos azuis do inverno, que aparece na noite fria para reclamar almas incautas. Os sábios russos o temem, diz sua aia, e honram os espíritos da casa, do quintal e da floresta que protegem suas casas do mal.

Depois que a mãe de Vasilisa morre, seu pai vai para Moscou e traz para casa uma nova esposa. Ferozmente devota, nascida na cidade, a nova madrasta de Vasilisa proíbe sua família de honrar os espíritos domésticos. A família concorda, mas Vasilisa está assustada, sentindo que há mais do que os seus rituais.

E, de fato, as colheitas começam a falhar, as criaturas malignas da floresta se aproximam e o infortúnio persegue a aldeia. Todo o tempo, a madrasta de Vasilisa cresce em sua determinação de preparar sua enteada rebelde para o casamento ou o confinamento em um convento.

Quando o perigo cresce, Vasilisa deve desafiar até mesmo as pessoas que ama e fazer uso de dons perigosos que ela tem escondido há muito tempo - isso, para proteger sua família de uma ameaça que parece ter saído das histórias mais assustadoras de sua aia.

(Sinopse traduzida por mim do Goodreads)

Estou apaixonada por essa capa e por essa sinopse! Adoro contos de fadas e livros sobre esse tema. Queria muito que The Bear and the Nightingale (o urso e o rouxinol) fosse publicado aqui no Brasil.

23 de janeiro de 2017

Looking Glass Girl

And suddenly I find myself falling backwards, down the rabbit hole, dropping like a stone. My screams are swallowed up by the soft blanket of darkness.
(E de repente eu me encontro caindo para trás, para baixo do buraco de coelho, caindo como uma pedra. Meus gritos são engolidos pelo macio cobertor da escuridão.)

Eu adoro adaptações e releituras de livros clássicos. Alice no País das Maravilhas certamente é um dos meus clássicos favoritos, assim como seu desenho animado da Disney (já o filme live-action, confesso que não gostei). Achei esse livro por acaso na Saraiva e, assim que vi a capa, sabia que precisava trazê-lo para casa.

Alice Beech tinha duas amigas de infância, Elaine e Yaz. As três eram inseparáveis mas, quando Alice tornou-se a estrela da peça da escola, as outras duas se distanciaram dela. Agora com 13 anos, Alice sofre bullying daquelas que considerava serem suas amigas para sempre. De uma menina alegre, ela passa a ser quieta e estar sempre sozinha.

Que raivaaa dessas meninas! A Alice é tão boazinha, nunca fez nada de ruim para ninguém, e as duas a tratam igual lixo por pura inveja. Eu fiquei bem triste, pois sei que existem muitas meninas e meninos na mesma situação da Alice.


Mas a parte ruim não termina por aí. Alice sofre um acidente e fica em coma, no hospital. A história se divide: uma parte do capítulo é sobre ela em coma, tendo delírios relacionados a Alice no País das Maravilhas (que também é seu livro favorito), e outra conta a história dela na escola até chegar no acidente que a deixou assim.

Existem inúmeros livros sobre bullying por aí, mas achei bem original a abordagem deste. Eu realmente gostaria que os bullies lessem esse tipo de livro para ver se se tocam da maldade que eles fazem e como seus atos afetam a vida dos outros.

Looking Glass Girl é um livro infanto-juvenil, mas que pode ser lido por pessoas de todas as idades. Recomendo principalmente para quem é fã da Alice. O livro é inédito no Brasil, mas quem não lê em inglês pode se arriscar com a versão de Portugal (veja na FNAC).

Outras capas:


Nota:

22 de janeiro de 2017

Divulgando: The Dark World - Escuridão

Oi pessoal, hoje eu trago para vocês um lançamento nacional para quem gosta de distopias e aventura. É o primeiro volume da série The Dark World: Escuridão.

O que você faria para sobreviver?

John Blake acorda perturbado em uma manhã quente de um verão londrino qualquer, após um pesadelo que mal ele sabia que poderia mudar toda a sua vida e também o seu primeiro trabalho. Quando ele chega ao Acampamento Blue Light, as coisas ficam obscuras e sombrias de um jeito que ele nunca imaginou: de noite humanos transformados em criaturas sem alma - Imortais - invadem o local e a destruição começa.

John não sabe com quem contar e se acredita que aquilo é real ou não. No meio do caos, ele conhece Ryan e Charlotte – dois jovens funcionários do acampamento – que também tentam fugir. Criando uma aliança eles seguem em direção a desconhecida e medieval cidade de Wells, onde tudo o que eles encontram é a escuridão.

Unindo as suas forças, desvendando mistérios e criando novos, eles irão lutar para sobreviver ao desconhecido enquanto o governo finge que não vê todo o caos na cidade e um homem misterioso surge tentando matar John e seus dois amigos mesmo que eles sobrevivam a tudo, e mesmo que isso significa destruir a humanidade.

Sobreviver é a palavra chave e as suas vidas estão prestes a mudar de um jeito que não haverá mais volta. “Escuridão” é o primeiro volume da série The Dark World, de L.F.Faria.

Sobre o autor:

L.F.Faria é escritor, ator, compositor e publicitário nascido em Jaboticabal, interior de SP. Apaixonado por séries e ficção científica desde pequeno, começou a escrever roteiros para peças de teatro da companhia local e depois para a televisão, após trabalhar no canal Disney Channel Brasil como ator em duas temporadas da série Quando Toca O Sino.
Quando entrou para a faculdade de publicidade teve a ideia de escrever o seu primeiro livro e disso resultou na vontade de desenvolver uma trama totalmente nova e diferente do que já havia trabalho. Então começou a escrever a série The Dark World em 2013 em seu tempo livre até que a estória de John se tornou seu passatempo diário.
Atualmente ele divide o seu tempo escrevendo os cinco volumes da série e produzindo o seu primeiro EP, “Concrete”, com lançamento previsto para 2017.

Encontre o livro nas lojas: Saraiva | Amazon Kindle | Bookess | Xinxii

(Informações fornecidas pelo autor)

21 de janeiro de 2017

Sorteio: Apaixonados

Apaixonados de plantão! Quem aí quer ganhar um exemplar do livro Apaixonados - Histórias de Amor de Fallen, de Lauren Kate, publicado pela Galera Record? Leia as regras abaixo e participe!
Para saber mais sobre o livro, leia minha resenha aqui.

Regras:

1. Possuir endereço de entrega no Brasil.

2. Inscrever-se até 03/02/2017 23:59:59, de acordo com os passos descritos no Rafflecopter abaixo. Os únicos passos obrigatórios são: cadastrar-se com o nome e e-mail e comentar neste post. Todos os outros são opcionais.

3. O resultado será divulgado nesta mesma postagem em até 5 dias úteis após o término das inscrições. O vencedor será avisado por e-mail e terá 48 horas para responder o contato. O prêmio será enviado pelo blog Meu Jardim de Livros em até 45 dias após a divulgação do resultado. Informaremos o código de rastreio dos Correios e será responsabilidade do ganhador fornecer seu endereço corretamente e assegurar-se de que haja alguém em casa para receber a encomenda. Não nos responsabilizamos por danos, demora ou extravios durante o transporte. Esta atividade é recreativa e a participação é voluntária e gratuita. Ao se inscrever, o participante declara concordar com as regras aqui descritas.

a Rafflecopter giveaway

Sorteio realizado em 04/2/2017


19 de janeiro de 2017

5 de 5ª: Livros com a cara do verão

Não sei vocês, mas aqui está tão quente que eu chego até a passar mal. O verão está aqui com tudo. Sol, praia, piscina? Tô fora, quero mais é ficar na frente do ventilador lendo um livro. Mesmo que seja um desses livros que têm a cara do verão...

Obs: Clicando na capa você vai para a resenha do livro 😏

Para quem quer praia...


Para andar de bicicleta...


Para fazer uma road trip...


Para passear de barco...


Ou sentir outros tipos de calor!


18 de janeiro de 2017

Quero ver no Brasil: Hold Back The Stars

Carys e Max têm noventa minutos de ar sobrando.
Nada disso deveria acontecer.
Mas talvez isso não precise ser o fim...

À deriva no espaço sem nada para se segurar além de um ao outro, Carys e Max não podem deixar de olhar para o mundo que eles deixaram para trás - para as regras que eles não conseguiam conciliar, e para uma vida à qual eles podem nunca mais voltar. Pois, em um mundo onde o amor é banido, o que acontece quando você o encontra?

(Sinopse traduzida por mim do Goodreads)

Que capa linda!!! *-*

Achei a sinopse bem curta e misteriosa, e esse negócio de ficar perdido no espaço me lembrou o filme Gravidade. Queria muito que Hold back the stars (segurando as estrelas) fosse publicado por aqui!

17 de janeiro de 2017

Reboot

Eu odiava os gritos. Os gritos deles eram os meus. A primeira coisa que me lembrei depois de acordar como um Reboot foi do berro estridente e perturbador zumbindo nos meus ouvidos. Quem é o idiota que está fazendo esse barulho?, eu havia pensado.

Era eu.

Quando vi a capa e, principalmente, o título deste livro, assumi que ele era sobre robôs, inteligência artificial ou qualquer outra coisa relacionada a computação - reboot é um termo comum nesse meio, que significa "reinicializar". Porém, não tem nada a ver com isso.

O reboot do título está mais para The Walking Dead - mas os zumbis não comem pessoas (nem sempre, pelo menos). Após um vírus dizimar grande parte da população, os seres humanos começaram a voltar da morte, para se transformarem em super soldados. Nossa protagonista, Wren, é um deles. Com doze anos e após ficar 178 minutos morta, ela voltou à vida para viver e trabalhar na CRAH - Corporação de Repovoamento e Avanço Humano.

Seu número, 178, quer dizer bastante coisa. Quanto mais tempo uma pessoa fica morta, menos humana ela volta. E Wren se orgulha disso.

Ela não contava com Callum, um recém-chegado e apenas 22. Ele não se conforma com as regras na CRAH, o que faz com que Wren escolha treiná-lo. Até que ela própria começa a duvidar das regras.


Gostei bastante da protagonista do livro. Ela é durona e forte. Mas faltava um 22 na sua vida para que ela abrisse os olhos para tudo que está acontecendo.

Acho que o livro não precisava ter uma continuação, mas... é claro que tem. Rebelde já foi publicado por aqui, pela Galera Record. O final do livro não me deixou super empolgada para ler o próximo, porém estou curiosa para saber como a história irá terminar.

Outras capas:


Nota:

16 de janeiro de 2017

Trecho: Meio Mundo


Às vezes a Mãe Guerra toca uma garota, que é colocada no meio dos garotos  no campo de treino e aprende a lutar. Dentre as crianças menores, sempre há umas poucas, mas a cada ano elas se voltam para tarefas mais adequadas, são obrigadas a se dedicar a elas, são levadas à custa de gritos, agressões e surras, até que as plantas vergonhosas sejam desenraizadas e reste apenas a flor gloriosa da masculinidade.

Se os vansterlandeses atravessassem a fronteira, os insulares desembarcassem num ataque ou ladrões chegassem à noite, as mulheres de Gettland encontrariam armas em pouco tempo e lutariam até a morte, muitas delas bastante bem. Sempre havia sido assim. Mas quando fora a última vez que uma mulher havia passado nos testes, feito os juramentos e obtido lugar num ataque?

Existiam histórias. Existiam canções. Mas até mesmo a Velha Fen, a mais idosa de Thorlby e, segundo diziam alguns, do mundo, jamais tinha visto algo assim em seus incontáveis dias.

Até agora.

Leia o primeiro capítulo completo no site da Arqueiro.

15 de janeiro de 2017

Harlequin: Lançamentos de Janeiro/2017

Oi pessoal! Vamos começar o domingo com as novidades da Harlequin?




Aproveitem também o código para comprar seus romances preferidos com desconto no site!

14 de janeiro de 2017

Aprisionada pelo Viking

Finalmente compreendendo o perigo que se aproximava, ela se virou e começou a correr. O coração de Eirik acelerou, e sentiu o impulso de detê-la antes que ela avisasse todo mundo. Ele pulou do barco e suas botas chapinharam na água; seus homens o seguiram, largando os remos e desembarcando para puxar o navio para a praia.

865 anos depois de Cristo. Merewyn vivia com a família de seu irmão na Nortúmbria e, apesar de ser uma nobre, sempre foi tratada pela cunhada como uma criada. Quando as terras deles são invadidas pelos nórdicos, ela é dada pela cunhada para Eirik, o viking.

Se não tivesse sido oferecida a ele, Eirik iria levá-la consigo de qualquer jeito. O coração dele bateu mais forte desde que a viu na praia, dançando sozinha...

Vamos admitir: o título do livro, Aprisionada pelo Viking, é meio bobo. Mas não deixem de ler por causa dele, pois a história é muito legal!

Eu fiquei com muita dó da Merewyn, sério. Ela não merece o jeito que o irmão e a esposa dele a tratavam. A melhor alternativa para ela era mesmo ir morar com os vikings.

Imagem original: dolphinjazz.tumblr.com

Eirik é um caso a parte. Ele tem um jeito todo machão, mas fica meio sem saber como lidar com seus sentimentos em relação a Merewyn - ainda mais que, na terra dele, ela é uma mera escrava, enquanto ele é o herdeiro do jarl (o conde da época). Então tem toda uma história de amor impossível entre eles.

Além disso, há um mistério em relação ao passado de Eirik que, quando foi revelado, me surpreendeu. Eu nunca havia visto esse tema tratado em romances - mas infelizmente não posso contar para vocês!

Um personagem que aparece mais para o final e que gostei foi Gunnar, meio irmão de Eirik. A história dele será contada no próximo livro da série, e eu já estou torcendo para que a Harlequin publique-o logo.

Outras capas:

Nota:

Livro cedido para resenha pela Harlequin.

12 de janeiro de 2017

5 de 5ª: Últimos filmes assistidos

Oi pessoal! Eu não vejo muitos filmes, no máximo um por semana... Estes foram os 5 últimos filmes que vi.

Animais Fantásticos e Onde Habitam


Último filme visto no cinema e amei!!! Adorei os personagens, os bichinhos (preciso de um Pelúcio), a história, tudo. Não vejo a hora de ter a continuação.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban


Aproveitando a febre, estou revendo os filmes do Harry Potter. Esse é o 3º filme e um dos meus preferidos.

Harry Potter e o Cálice de Fogo


4º filme e também um dos mais tristes da série, terminei de assistir com lágrimas nos olhos.

Austenland


Se você gosta de Jane Austen e quer dar umas risadas, recomendo! É uma comédia romântica bem fofa, cuja protagonista é viciada em Jane Austen e vai passar as férias em um hotel temático (que, claro, eu queria que existisse de verdade). Tem no Netflix.

ARQ


Filme de ficção científica original do Netflix. Tem uma história bem legal e me surpreendeu!

Vocês já assistiram esses filmes? O que acharam?

11 de janeiro de 2017

Quero ver no Brasil: Caraval

Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua amada irmã, Tella, vivem com seu poderoso e cruel pai. Agora, o pai de Scarlett arranjou um casamento para ela, e Scarlett acha que seus sonhos de ver Caraval, a performance na qual a platéia participa do show, acabaram.

Mas este ano, o convite com o qual Scarlett sonha há muito tempo finalmente chega. Com a ajuda de um misterioso marinheiro, Tella leva Scarlett para o show. Só que, assim que chegam, Tella é seqüestrada pelo organizador de Caraval, Legend. Acontece que o show da temporada gira em torno de Tella, e quem a encontrar primeiro será o vencedor.

Scarlett ouviu que tudo o que acontece durante Caraval é apenas um desempenho elaborado. Mas, no entanto, ela se envolve em um jogo de amor, desgosto e magia com os outros jogadores.

(Sinopse traduzida por mim do Goodreads)

Achei a sinopse desse livro meio parecida com Jogos Vorazes, mas ao mesmo tempo achei a capa tão linda que só ela já me deu vontade de ler. Esse tipo de distopia faz sucesso aqui no Brasil, então fico torcendo para que Caraval seja publicado por aqui.

10 de janeiro de 2017

Divulgando: O perfume da folha de chá

Oi pessoal! No dia 13 de janeiro será lançado aqui no Brasil o livro O perfume da folha de chá, de Dinah Jefferies, pelo grupo Companhia das Letras. Vamos conhecer?


A história se passa em Ceilão (que hoje é o Sri Lanka) em 1925. A jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurencek, neste exótico país. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império. Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos. Quando descobre que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.

Quem também está curioso por esse livro?

(Sinopse e foto enviadas pela editora)

9 de janeiro de 2017

O Par Perfeito

Último livro da trilogia A Pousada.
Resenhas dos livros anteriores:
1. Um Novo Amanhã
2. O Eterno Namorado

Atenção! Esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores da série!

Os irmãos Montgomerys eram atraentes, mas, na sua opinião, Clare e Avery haviam ficado com a melhor parte da safra. Achava Ryder um pouco mal-humorado e antissocial.
E sexy, admitia. De um jeito primitivo, rude.
Nem de longe fazia seu tipo.

Depois de muito trabalho e suor, a pousada BoonsBoro está fazendo o maior sucesso. Hope Beaumont, a gerente, não tem um minuto de folga. Além da pousada, outra coisa que ocupa seus pensamentos é Ryder, o último solteiro dos irmãos Montgomery.

Eu gostei tanto dessa trilogia que não queria que ela acabasse. Porém, fico feliz em dizer que ela terminou tão boa quanto começou.

Os personagens certamente conquistaram meu coração. Adorei Hope, super determinada em deixar sua antiga vida para trás e assumir o controle de pousada. Ryder é um pouco cabeça dura mas também é apaixonante - e adoro como ele cuida do Diaraque, seu fiel companheiro canino.

Como acompanhei a construção da pousada de perto, estava torcendo para que tudo desse certo, e fiquei feliz em ver como ela ficou movimentada.

A verdadeira pousada (créditos)

Aliás, vocês sabiam que a pousada existe de verdade? O verdadeiro Inn BoonsBoro fica na cidade de Boonsboro, Maryland (EUA), e a dona dele é ninguém menos que a própria Nora Roberts. Vejam as fotos no site do hotel (innboonsboro.com), é tudo que ela descreveu nos livros. Se eu pudesse, iria me hospedar lá agora mesmo.

O Par Perfeito fechou a trilogia com chave de ouro. Ela certamente irá deixar saudades, e vou querer revisitar a pousada em breve.

Outras capas:


Nota:

Livro cedido para resenha pela Editora Arqueiro.

7 de janeiro de 2017

Fragmentada

Continuação de Reiniciados.
Atenção! Esta resenha contém spoilers do primeiro livro da série!

A chuva tem muitas utilidades.
Árvores como estas à minha volta precisam de chuva para viver e crescer.
Ela apaga os rastros, esconde as pegadas. Faz com que as trilhas fiquem difíceis, e hoje isso é uma coisa boa.

Kyla precisa fingir que está tudo bem, mas ela está longe disso. Depois de ter sido Reiniciada, de ter recuperado parte de suas memórias e de ter ganhado e perdido Ben, ela acaba se juntando a Nico e seu grupo de rebeldes. Mas ela não vai desistir de Ben tão fácil, pois tem certeza de que ele ainda está vivo, em algum lugar.

Eu amei o primeiro livro, Reiniciados, por isso estava com expectativas altas para este. Ele foi uma boa leitura, mas não conseguiu ser tão bom quanto o primeiro.

A maior culpada disso é a protagonista, Kyla. Enquanto no primeiro livro ela se mostra forte e decidida, apesar da perda de memória, neste parece que ela esqueceu de tudo que aconteceu antes. Ela confia cegamente em Nico - que, aliás, é um cara bem irritante - sem perceber que ele está abusando dela, usando de sua autoridade para que ela fizesse qualquer coisa que ele pedisse. Eu não via a hora que ela acordasse e se desse conta de que ele era um manipulador arrogante.


Outra coisa que me incomodou foi que traduziram o nome de uma personagem, de Rain para Chuva. Ficou muito estranho as pessoas a chamando de Chuva. Achei desnecessário, uma simples nota de rodapé já explicaria que "rain" é "chuva" em inglês e pronto. Se fosse para traduzir, Lucy tinha que virar Lúcia e por aí vai.

Também achei que demorou para a história engrenar. Do começo até a metade o livro foi bem parado, meio enrolado... Além de que Kyla e Nico estavam me irritando demais. Mas o final foi ótimo, deixando um gancho para o próximo livro.

Fragmentada cai um pouco na maldição do segundo livro, ficando bom mais para o final. Apesar disso, foi uma boa leitura. Vamos ver como Kyla irá se sair no último livro da trilogia, Despedaçada.

Outras capas:


Nota:

Livro cedido para resenha pela Farol Literário.

5 de janeiro de 2017

5 de 5ª: Lançamentos da Arqueiro em Janeiro/2017

Oi pessoal! Vamos conhecer 5 lançamentos da editora Arqueiro para janeiro? Lembrando que vocês podem saber mais sobre eles, e conhecer os outros livros da editora, no site: www.editoraarqueiro.com.br

Este mês tem livro policial, fantasia, new adult, romance histórico e drama!


O livro que eu mais quero ler é Ninfeias Negras, o título me deixou curiosa. E vocês?

4 de janeiro de 2017

Quero ver no Brasil: Freeks

Bem-vindo ao show viajante de Gideon Davorin, onde a necromancia, visões mágicas e pirocinese são mais do que apenas parte do ato...

Mara sempre desejou uma vida normal em uma cidade normal onde ninguém tem a capacidade de levitar ou prever o futuro. Em vez disso, ela vai de um lugar para outro, limpando a gaiola do tigre enquanto seus amigos realizam feitos sobrenaturais todas as noites.

Quando o espectáculo é milagrosamente oferecido o dinheiro que eles precisam se eles acamparem em Caudry, Louisiana, Mara conhece o garoto local Gabe... e uma vida normal nunca foi mais atraente.

Mas em pouco tempo, os artistas começam a desaparecer e os bodes são encontrados atacados por um animal invisível. Mara percebe que há uma presença sinistra à espreita na cidade que quer livrar-se dos freeks do show. Para desvendar a verdade antes que o atacante mate todos que Mara conhece, ela tem sete dias para assumir o controle de um poder de que ela não sabia que era capaz - um que poderia mudar seu futuro para sempre.

(Sinopse traduzida por mim do Goodreads)

Eu gostei bastante dos outros livros da Amanda Hocking que li (a trilogia Trylle). Fiquei interessada em Freeks por causa dela, porque adoro esse mundo de circo e similares, e porque é livro único. O livro está sendo lançado agora em janeiro nos EUA e fico na torcida para que alguma editora publique ele aqui no Brasil.
Related Posts with Thumbnails