4 de julho de 2012

Resenha do leitor: Glória Mortal

A resenha de hoje é assinada pela Liziane, do blog O maravilhoso mundo da leitura!, e por acaso o livro que ela escolheu é de uma das minhas autoras favoritas. Não deixem também de prestigiar o blog dela.

Assim como nudez mortal esse segundo livro Glória Mortal é muito envolvente e traz uma mistura de romance, sexo e assassinatos. É impossível não se sentir na pele da Tenente Eve Dallas encarando mais uma série de assassinatos, dessa vez de mulheres famosas e bem sucedidas. A primeira vítima a promotora Cicely Towers, uma mulher bem sucedida na vida profissional, separada e mãe de dois filhos, brutalmente assassinada em um lado obscuro da cidade. O que estaria ela fazendo ali? Um detalhe intrigante no ocorrido, a mulher carregava uma sombrinha e Eve viu que esse objeto não se encontrava no local do crime. Será que o assassino guardava suvenir de suas vitimas?

A segunda vítima foi a famosa atriz e apresentadora de um programa de TV, Yvone Metcalf encontrada próximo ao prédio onde morava, a causa da morte era a mesma de Cicely Towers. Qual seria então a ligação dos crimes?

A terceira vítima Eve acredita ter sido feita por engano, Louise Kirski que trabalhava junto com a repórter Nadine. Eve acredita que ela foi morta por estar usando a capa de chuva de Nadine. Será a pessoa errada, na hora errada e com a capa errada?

As peças começaram a se encaixar e Eve tem certeza de que o suspeito era realmente o assassino, mas uma revelação é feita pelo “suposto” verdadeiro assassino, nossa nesse momento eu gelei até desconfiei dele no início, mas as provas que tinham sobre o suspeito me fizeram crer que ele realmente era o assassino. Mas depois de Eve conseguir o que ela acredita ser a prova mais importante, essa não incrimina o suspeito e nem o tal assassino confesso. O verdadeiro assassino ainda esta a solta, e depois de muita turbulência, Eve está exausta eis que Roarke volta de sua viagem e a faz tirar a noite de folga (e que noite hein).

O verdadeiro assassino estava mais perto que se poderia imaginar.
“Você tocou no corpo?
Não, acho que... Não. Ela estava caída ali, e sua garganta estava aberta. Os olhos. Não, eu não toquei nela. Passei mal. Você provavelmente não compreende isto, Dalla. Algumas pessoas têm reações humanas básicas. Todo aquele sangue, os olhos dela. Deus!”

Enquanto Eve investiga os assassinatos não se pode deixar de prestar atenção em seu envolvimento com Roarke, as pitadas de humor com o mordomo Summerset e principalmente sua amiga Mavis.

Nota:

Sobre a resenhista - Liziane:
Olá, sou uma amante da leitura, eclética, leio de tudo, mas quando não gosto de um livro não adianta tentar me convencer do contrário. Vejo muitos filmes, adoro filmes baseados em livros e séries também principalmente Diários do Vampiro e True Blood.
Related Posts with Thumbnails