7 de março de 2013

Torn

2º livro da trilogia Trylle. Leia a resenha do livro anterior, Switched, aqui. Atenção: esta resenha pode conter spoilers do livro anterior da série!

"You're telling me that she's a Princess?" Matt asked, his voice a deep rumble above me. (...)
"It's not that hard to believe, really," Rhys said. His voice came from somewhere on the other side of the room. "Once you get all the Trylle stuff, the Princess part is pretty easy to take."
(página 20)

Após contar a verdade ao seu "irmão", Wendy, Matt e Rhys são sequestrados pelos Vittra. Mas este é o menor dos problemas de Wendy. Logo, ela terá que escolher qual caminho irá tomar: o do seu coração, ou o do dever com o seu povo.

Eu tinha gostado de Switched, mas praticamente devorei Torn! É difícil o segundo livro de uma trilogia ser o melhor, mas este foi o que mais gostei entre os dois.

Muitas explicações que haviam faltado no primeiro livro foram dadas neste. Ficamos sabendo mais sobre o passado de Ellora e o real motivo da troca.

Como em 99.99% dos livros YA, agora temos um triângulo amoroso, entre Wendy, Finn e Loki. Sinceramente, eu já me enchi com o Finn e fiquei torcendo para ela ficar com Loki.

Li o livro em paperback e ele vem com uma história bônus, chamada One Day: Three Ways, que conta um dia muito importante (não vou falar qual é!) na visão de três personagens: Finn, Tove e Loki. É muito legal e vale a pena ler após o término do livro.

Falando em término, o livro terminou de um jeito que me deixou morrendo de vontade de ler o próximo. Se eu já o tivesse comprado, iria emendar a leitura nele! Mas como ainda não o tenho, acho que é hora de fazer uma comprinha...

A série é inédita no Brasil mas, se você gosta de romances sobrenaturais e lê em inglês, recomendo!

Outras capas:


Nota:

Onde comprar: Amazon | Book Depository (em inglês)
Related Posts with Thumbnails