21 de outubro de 2014

Outlander - A Viajante do Tempo

Não era um lugar muito provável para desaparecimentos, ao menos à primeira vista. A pousada da sra. Baird era igual a milhares de outros estabelecimentos que ofereciam hospedagem e café da manhã nas Terras Altas, a região montanhosa da Escócia, em 1945 - limpa e tranquila, com papel de parede floral desbotado, assoalhos reluzentes e um aquecedor de água operado com moedas no banheiro.

Em 1945, no final da 2ª Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall e seu marido Frank tiram férias em Inverness, Escócia. Ao entrar em um misterioso círculo de pedras, Claire é jogada repentinamente em 1743, quando guerreiros dominavam o país.

Eu já havia divulgado um trecho do livro aqui no blog e estava super ansiosa por esta leitura. Outlander é uma série de livros (8, até agora) que faz bastante sucesso no exterior, tanto que gerou até uma série de TV. Por esses motivos, e ainda mais sabendo que era um romance com viagem no tempo (tema que eu adoro), minhas expectativas estavam altas... E acho que por isso mesmo acabei me decepcionando tanto.

O começo do livro estava realmente muito bom. A narrativa é rica, cheia de detalhes históricos sobre a Inglaterra e a Escócia. Até aprendi alguma coisa sobre a História desses dois países, e fiquei morrendo de vontade de conhecê-los. Também achei interessante o fato de Claire se interessar pela cura através das plantas, pois é um tema que também me interessa e que gostaria de estudar um dia.


Apesar do ótimo início, a história não conseguiu se sustentar. Por que? Porque o machismo, a violência contra a mulher, a infidelidade e a homofobia presentes no livro me deixaram com raiva dele. Por exemplo, não consigo entender uma mulher tão bem sucedida, inteligente, ficar se arrastando atrás de um cara que bate nela - ao mesmo tempo em que diz que ama o marido, que ficou no "futuro" de 1945. Tudo bem que a história se passa no século 18, mas a personagem principal é do século 20. Não precisava ter sido assim.

Outro absurdo da história: Jamie é virgem. Com 23 anos. E é um guerreiro. Em que mundo isso acontece? Duvido que na Escócia do século 18, quando as pessoas só viviam até os 40 anos!

Eu ia dar 2 florzinhas para o livro, mas como o começo dele foi muito bom, acabei dando três... Mas não pretendo continuar a ler a série, um livro já me cansou o suficiente. Porém, não deixem de ler por minha causa. Leiam e tirem suas próprias conclusões; afinal, se os livros fazem tanto sucesso, é porque agradaram muitas outras pessoas. Comigo, infelizmente, não funcionou.

Outras capas:


Nota:


Onde comprar: Submarino | Amazon

Livro cedido para resenha pela editora Saída de Emergência.

Créditos das imagens: capas - Goodreads, série - BBC News.

9 comentários:

  1. nossa, eu achava que fosse um único volume, mas porque tantos assim? hahahaha
    estranho mesmo essa submissão da personagem, apesar das épocas diferentes... talvez seja pelo fato de o marido ser de séculos mais antigos, e nessa época ter sido assim né...
    parece que a história tem vários pontos que irá me desanimar também. uma pena =/
    acho que quero ainda ler este primeiro livro, mas provavelmente também não vou prosseguir com a série não.

    ResponderExcluir
  2. tenho medo de ler esse livro, que é o primeiro de uma série gigante e acabar não curtindo, pois vamos combinar livros desse tamanho em uma série gigante não se sustenta por muito tempo
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Fíquei desmotivada logo no início,por ser uma história muito longa.
    Oito livros,é demais!
    Essa é a segunda resenha do livro que leio,que não foi tão positiva assim.
    Bem,leria o livro se o ganhasse de presente ou algo assim.

    Uma pena que ele não seja tão bom como imaginei!

    ResponderExcluir
  4. Oi Sora!
    Que pena que não gostou do livro ...
    Bjks!

    ResponderExcluir
  5. Oi Sora! Sério que foi essa decepção, menina eu vou ler agora em novembro e fiquei com medo de não gostar, essa coisa de mulher apanhando e tal não me agrada nadinha.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oi, Sora!
    Quando vi o tema do post fiquei super empolgada, porque falei da série essa semana (pela qual estou apaixonada) lá no blog!
    Porém, fiquei super triste em saber que o livro te decepcionou tanto. Eu pretendo ler os livros porque realmente me apaixonei pela série, mas vou levar em consideração os aspectos que você mencionou pra não ir com tanta sede ao pote.
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Uau
    Eu sou curiosa pra ler o livro, mas sempre acho lindo quando alguém não gosta de uma história e tem a coragem de dizer, pois até agora, de todas as resenhas que li de Outlander só tive flores, muito obrigado por mostrar os espinhos. Ainda assim ainda leria o livro pra tirar minhas conclusões.
    Como sempre você arrasou na resenha!
    ♫ Conversas de Alcova ♫

    ResponderExcluir
  8. Oi Sora, jura que não gostou? Eu adorei, e assim que terminei fui ver os capítulos disponiveis do seriado. Uma pena mesmo, mas acontece não é?
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. Quando a história não está agradando parece que as 800 paginas nunca chegam ao fim.Eu ainda pretendo ler esse livro mas só de imaginar que ainda há mais sete e a maioria nem foi relançado aqui ainda é meio decepcionante.Mas é uma pena você não ter conseguido curtir o livro.

    ResponderExcluir

Olá!
Agradeço muito pelo seu comentário!
Logo irei retribuir sua visita. :)

(Comentários que não estejam relacionados à postagem e contenham apenas propaganda serão excluídos)

Related Posts with Thumbnails